Páginas

segunda-feira, 7 de março de 2011

Tudo Ao Mesmo Tempo Agora (O Post que deveria ter sido, mas não foi)

Esse deveria ter sido o meu post anterior, mas minha mente fechou...mas agora vai.

Era pra esse ter sido o meu carnaval, ao menos esse foi meu plano, esse era meu plano. Eu estava decidida a viver esse como se fosse o primeiro, era o carnaval da minha independência, era o carnaval da minha virada, eu ia celebrar a minha vida, a minha idade, minhas amizades, eu ia comemorar, ia ter uma semana fantástica, ia curtir e lembrar disso por ANOS, ia poder sentar e me lembrar disso no futuro, esse era o carnaval que marcava a minha mudança, quando eu alguém me perguntasse, ou quando eu quisesse me lembrar quando eu me tornei o que eu era, eu iria me lembrar DESSE carnaval e seria a melhor das minhas memórias, porque eu colocaria em ação o que eu planejo desde que comecei a terapia, mas alguma coisa deu errado nos meus cálculos ou eu fiz alguma coisa curva errada em Albuquerque (referência ao Pernalonga caso a piada não tenha sido entendida)....
porque o MEU carnaval se tornou um pesadelo, ou pior, já que pesadelos terminam pela manhã.
Depois de perceber que sou uma outsider durante o Sacramentado Folia, que tem gente que só é minha "amiga" quando não tem gente mais legal por perto (e isso tudo no domingo ANTES do carnaval), eu decidi que ia me jogar mais ainda nesse carnaval, afinal meu lugar não era mais na igreja e sim no mundão de meu Deus, eu ainda mantive minhas esperanças de que seria MESMO o meu carnaval e acho que foi aí que peguei o caminho errado, porque acho que esse foi um sinal de que eu deveria pegar minhas tralhas e passar o carnaval, sei lá...em Saracuruna, sozinha pensando na vida e só voltar pra casa depois do das cinzas....as coisas só piorava, já que o Monobloco, que no caso era a minha maior expectativa pra esse carnaval, descubro eu, será no dia do aniversário do meu pai, o que não seria problema nenhum já que o bloco é pela manhã, mas tem a tal missa de envio...e eu serei enviada...pro que? pra onde? por quem? Isso eu nem sei, e no atual momento da minha vida, tô achando que não quero ser enviada pra canto nenhum, só pra férias com tudo pago em Fernando de Noronha...fora isso não mesmo. Enfim...
Esse segundo sinal apocaliptico de que meu carnaval, não seria meu me deixou bem tristinha, mas ainda queria farra, zoar com as amigas e tal...e acabei no cordão do Bola Preta, que decepção, não vi o bloco, não zoei com as amigas, andei feito vaca e percebi que estava ficando de fora DOS MEUS PLANOS, oh que legal? Daí tudo bem, respira, conta até a dez, cem, mil, cantarola uma músiquinha, pensa que ano que vem vou estar trabalhando e vou ter dinheiro no Monobloco e pronto...tô bem de novo. Volto pra casa, me arrumo, vou pra Praça do Carmo e *bang* ME DIVIRTO, sim, me divirto aqui do lado, com a minha família, cercada de crianças e tomando Coca Cola...beleza...no domingo teria o Bangalafumenga com a Bell, mas o ânimo e a vontade de que seja o meu carnaval já se foram, então vou a missa das 9, volto pra casa, vou pro Guanabara, depois pro Extra (oh os progamões) e depois começa a merda...meu pai diz que vai na rua e volta pra gente ir almoçar fora, minha mãe termina de guardar as compras e ele não chegou, aí ela surta e vai atrás dele, eles voltam e nós vamos almoçar num restaurante em Bonsucesso com uma família de amigos...tudo bem, eu me animo, decido ir mais uma vez pra Praça, aproveitar o carnaval, mas minha tia nem quer ir...minha mãe idem, e meu destino e ver os desfiles comendo pastel, okay! Mas o carnaval ainda não acabou então saio mandando mensagens, perguntando quais os planos pra amanhã (que no caso é hoje) e aí beleza ninguém tem planos e eu tenho a ideia de ir pro Volta, Alice só recebo uma resposta e assim mesmo nem chega a ser uma confirmação, vou vendo os desfiles e esperando a tal confirmação que não chega NUNCA, okay...o jeito e dormir até tarde...tem blocos a tarde e a noite, tem terça e ainda tem a quarta de cinzas, afinal meu catolicismo tá berando o NADA então resguardas a quaresma pra que, né?
Mas hoje acordo com gritos, briga e faço algo que NUNCA fiz na vida, me METO...me meto mesmo, vou dar pitaco, afinal não sou criança e não preciso fingir que não tô ouvindo...as coisas se acalmam e eu venho pro meu refúgio, a internet e percebo que as pessoas estão vivendo o carnaval delas e só... e que o MEU carnaval aconteceu, só que não do jeito que eu planejava. Realmente marcou uma mudança MUITO importante na minha vida, só que não foi a base da farra, foi na base da realidade...
As coisas aqui já se acalmaram por completo, minha mãe tá mais calma, foi comprar lanche pra gente comer vendo o desfile e é isso que eu vou fazer...ficar e ver o desfile com ela, porque é o que tenho pra hoje, ia chamar umas pessoas pra Carmelitas amanhã mas parei pra pensar...e bem...pra que convidar, né? De repente eu vou sozinha...de repente eu fico em casa...mas chamar alguém que sair é que eu não vou.

Enfim, chega...agora eu falei TUDO mesmo...e vamos encerrar que eu preciso de um banho, de pente nesse cabelo e dessas coisas da vida.
Ia colocar Fucking Perfect como a música desse post, depois decidi colocar alguma do Monobloco, afinal...é carnaval, né? Mas depois de tudo o que falei não ia fazer sentido...então veio a luz: Aline Barros - Recomeçar, afinal esse é o MEU recomeço, então..

That's All Folks





Nenhum comentário:

Postar um comentário