Páginas

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

In your shoes




In your shoes é uma expressão americana que na tradução literal significa "dentro de seus sapatos", ou seja, no seu lugar. E eu amo essa expressão porque acredito que ela seja a que melhor descreve o ato de se por no lugar de alguém, estar dentro dos sapatos dessa pessoa. E vou explicar o meu ponto de vista com uma histórinha:
"Eu tenho uma sandália linda, preta, salto alto, fino, detalhes em prata. É o tipo de sandália que fica bem com qualquer roupa, de qualquer modelo ou estilo e transforma qualquer jeans e blusinha num visual legal. Até hoje não teve uma mulher que não tivesse elogiado a minha sandália. Mas eu quase não a uso, porque ela é desconfortável, machuca a sola, aperta o dedinho e é terrível pra andar...Deus do céu!"

E é isso, quem está de fora está elogiando a minha bela sandália mas só quem está dentro dela é que sabe o quando dói estar ali, pra quem está de fora ela é linda, pra quem está dentro um martírio! Estar nos sapatos de alguém é ter compaixão por essa pessoa, claro que se a pessoa não revela que o sapato está machucando você não vá adivinhar mas, as vezes ela anda mais devagar, ela faz careta enquanto anda ou faz cara de aliviada quando senta, e é nisso que as pessoas erram, elas se concentram na sandália LINDA e esquecem de perceber que tem alguém as calçando.


Oi? Por que eu estou falando esse monte de metáfora sobre sandálias e pés e caretas? Porque nesse momento eu estou caçando um sapato apertadíssimo! Esse ano de 2011 foi pra mim um sapato apertado, e algumas pessoas não se colocam "in my shoes". Sabem como eu passei meu 23º aniversário?  De cama, com pneumonia. Sabe quem estava comigo? Minha mãe e meus primos, de 4 anos. Sabe quantas pessoas haviam confirmado que passariam o dia comigo quando eu, com saúde, as convidei para uma pijama party regada a todo tipo de álcool que meu dinheiro pudesse comprar? TODAS e quantas apareceram no fim? 2, vieram, jantaram e foram embora.  Eu tive o pior carnaval da história da minha vida, eu sofri em uma manhã de carnaval uma decepção e adquiri uma dor que não foram embora ainda. Eu  repeti um semestre inteiro na faculdade porque tive que lutar contra uma piranha cu-mole tentando me derrubar, eu li coisas terríveis a meu respeito vindas de uma pessoa pra quem eu me dei de corpo e alma, eu  vi pessoas próximas a mim, pessoas que eu amo, pessoas que eu    amei, casando, tendo filhos, se formando e eu sinto como se isso nunca fosse acontecer comigo. Eu chorei sozinha no quarto por incontáveis madrugadas e   é claro, esse sapato de 2011 é exatamente como minha linda sandália preta, eu faço careta enquanto ando, ando bem devargazinho e sento sempre que possível , mas a galera não vê ou finge que não vê.

E é essa gente que me desanima, me faz perder a vontade, quase me fez perder a fé. Gente que pensa só em si, gente que acha que o mundo gira ao seu redor, gente que cochicha ao meu respeito quando eu passo (DENTRO DA IGREJA, véi), gente que ao ver minha mãe com um bebê no colo pergunta se é netinha dela (já que eu pra deixar a igreja, eu devo ter engravidado e sumido de vergonha), no fim...gente que só quer reparar no quanto que a sandália é bonita mas não liga se ela esta apertada!
Coloque-se mais dentro dos sapatos daqueles que te cercam!

That's All Folks!

Nenhum comentário:

Postar um comentário