Páginas

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Adeus!!!


Antes de qualquer coisa gostaria de avisar que isso não é um bilhete suicida, sou frouxa de mais para acabar com a minha vida mesmo que ela esteja uma merda. Essa é apenas uma hipótese de bilhete suicida, caso eu cansada da minha vida me matasse.

Queridos seres humanos com quem tenho convivido, cheguei ao limite e infelizmente tive de privá-los da minha presença. Antes de qualquer coisa peço perdão a minha avó Margarida que será obrigada, anos depois de sentir a dor de perder um filho, ter de sentir a dor de perder uma neta. Sei que foi egoísmo da minha parte não levar isso em consideração, mas precisava partir. Peço perdão também ao meu pai que tanto trabalhou para pagar meus estudos e não pôde ver-me formada e a minha mãe que se esforçou nos últimos 23 anos, e teve todo esse tempo agora jogado no lixo e por fim, peço perdão a Janine e ao Matheus por não vê-los crescer como eu deveria ter feito.
Tantas coisas e pessoas me conduziram a esse momento e eu vou precisar falar com todos, entendam não é para fazê-los sentirem-se culpados, apenas para alertá-los para que isso não aconteça novamente no futuro e que outra pessoa não seja levada a essa caminho. A todos vocês que sabiam que eu tinha problemas e que não fizeram nada porque já tinham os seus próprios problemas, ou porque sinceramente não se importavam saibam que as vezes a pessoa só quer ouvir que tudo vai ficar bem, a todos vocês que fizeram questão de atrapalhar a minha vida pois não me queriam no caminho, tenham cuidado com a próxima vez que agirem assim. Mas entendam bem, a culpa não é de vocês, não vou ser filha da puta a esse ponto, não quero ninguém se sentindo culpado por um ato de covardia e egoísmo meu.
Antes de encerrar e ir embora de vez, peço perdão aos meus amigos em especial aqueles que eu nunca vi de perto, nunca pude abraçar apertado, mas moram dentro do meu coração. Espero de coração que possam ler isso. Aos amigos que conviveram fisicamente comigo, saibam que vou sentir sua falta e espero que sempre que derem risada de uma piada estúpida, vejam algum viciado em coca-cola, ouçam alguma coisa cantada pelo Glee Cast...enfim, não me esqueçam...




É mórbido, eu sei! É super bizarro escrever um bilhete suicida se você não planeja se matar, mas fiquei o dia inteiro pensando nisso e decidi fazer e como se escrevesse num papel poderia deixar largado e fazer minha mãe ter um infarto decidi postar aqui...

Nenhum comentário:

Postar um comentário