Páginas

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Eu odeio chuva




Odeio mesmo, mas apesar dessa fato não ter "nada" haver com a postagem de hoje vou explicar essa minha implicância com as águas que caem do céu. Moro no Rio de Janeiro e como diz a música Cariocas da Adriana Calcanhoto: "Cariocas não gostam de dias nublados", mas não é por causa de praia não, é porque dia nublado significa chuva e chuva significa trânsito parado e cidade ALAGADA. Qualquer chuvinha mixuruca e o Rio vira Veneza! E quando eu era criança um desses alagamentos invadiu minha casa e nós perdemos muita coisa, desde então eu passei a morrer de medo de chuva, depois de grande o medo virou ódio!

Enfim, fazem duas noites que não sei o que é dormir bem, cabeça a mil. Tem as provas que eu tô achando que tô me saindo hiper mal, tem a marcação de AV3 de Metodologia que a Estácio não libera e tem a falta de vontade de viver..sem exagero. Eu não quero fazer nada, quero ficar aqui no meu quarto, deitada na minha cama, no escuro e no silêncio até a minha vida se resolver. Não sinto vontade de estudar, de ver TV, de conversar, de beijar na boca...de nada...
Esses dias pensei umas coisas horríveis sobre minha gravidez e me senti a pessoa mais culpada do mundo, meu bebê não tem culpa e eu espero que ele (a) não se sinta indesejado (a)...mas que é complicadíssimo lidar com uma gravidez não planejada! Eu não estava (e nem sei se estou) namorando o pai do bebê, eu ainda tô na faculdade, moro com meus pais, não tenho carro, não trabalho de carteira assinada...não é assim que queria ter meu primeiro filho. Bom, mas foi assim que Deus quis, e eu tenho que aceitar que Ele tem um propósito pra nós, mas que é complicado ah isso é...tenho a impressão que não tenho maturidade nem pra cuidar de mim, como vou fazer com uma criança? Não sei...mas vou ter que descobrir, né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário