Páginas

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Ninguém me disse que ia ser fácil, minha mãe me chamou de burra, meu pai de irresponsável...foi complicado no começo, eu tinha medo, MUITO MEDO, mas amansou e o tempo foi passando, rápido até e já foram 24 semanas desde o dia que eu descobri, e 23 desde que contei pros meus pais. E as coisas estavam começando a dar certo, eu estava acreditando que até o final do ano que vem eu teria a minha casa, meu cantinho e uma família minha, mas esse é o problema de contos de fadas de mais, a gente acredita que as coisas vão acontecer fáceis....não vão!
Eu tô sozinha, carente e a pessoa que deveria estar me apoiando parece que está me escondendo. Doeu...doeu muito e resolvi tirar "satisfações", abri a porta de novo dizendo que se quisesse ir embora era só sair, mas ele não me deu resposta e nem sinal de vida...depois de me largar falando sozinha ontem a noite não apareceu mais, nem pra ver minha mensagem...
Então a gente pensa em conversar com alguém, minha mãe não dá...ela não ia conseguir ser imparcial e se as coisas se acertam com ele, ela ia ficar com isso pra sempre, então vamos ao BBC, as meninas de lá estão na mesma fase, elas vão me entender e puxar minha orelha se necessário...isso claro, se me dessem confiança, né? Então tô assim...sozinha, chorando, carente e tentando imaginar como e quando vou conseguir ter a minha casa, porque sozinha vai ser mais difícil...adeus obra, ficamos com ela pequena mesmo, adeus creche, pelo menos até eu me formar e arrumar um bom emprego, o jeito é ficar com a minha mãe...adeus viagens, adeus Maria Cecília...porque não posso passar por nada disso sozinha de novo....

Eu preciso de uma luz....e de um ombro pra chorar...e de uma resposta!!! Não quer ficar comigo, não precisa, a única coisa que precisa e dizer isso direto pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário