Páginas

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Let the week begin...

E foi dada a largada pra mais uma semana...
Depois de um feriadão adorável com piscina, "festa" da minha vó (que vai ganhar um post só) e um domingo para relaxar e treinar a paciência a semana já começou no cutuque e com a graça de Sheeva essa semana já estréia Glee, não aguentava mais de abstinência de novos episódios...até o fim do mês tudo já voltou e chega de reprises!!!
Falando rapidinho do sábado ainda o primeiro bebê do diário já chegou, a Lais nasceu com 34 semanas e 1 dia no sábado, com 43 cm, 1,975 kg. Sábado cedinho chegou a sms da Val e eu confesso que levei uns minutinhos pra saber quem era e o que estava acontecendo.
Mas, assim que voltei ao mundo dos vivos, saí ligando pc e postando no Facebook, no diário e mandando sms pra Lud!! E depois foi o dia inteiro na expectativa pra chegada da Lala, e uma dose de vergonha na cara pra começar a lavar as coisas do Igor.
Ontem a Claro me sacaneou e me deixou com o telefone sem área por 4 horas e eu doida pra conversar um bocadinho com a Sabrina, só consegui falar com ela depois das 23h, eu já estava na cama quando a fia dum'égua me ligou (Sabrina não acessa a internet quase nunca, quando ela ler isso já passou e nem vai ter graça me xingar) e a conversa também merecia um post só pra ela, mas vou falar aqui mesmo.
Entre outras coisas contei pra ela sobre a super exposição do blog, que eu estava falando de mais, que ando muito reclamona, que tudo me incomoda e que havia a amiga que me mandava terminar SEMPRE porque dizia me conhecer e que sabia que eu estava só evitando o inevitável. Sabrina me puxou logo a orelha e me falou algo que mexeu comigo. "Ela tem dinheiro pra pagar creche cara, comprar brinquedos caros, só andar de carro, frequentar as melhores baladas e comprar tudo o que quer, mas não pode comprar atenção do pai do filho dela pro menino. A vida é muito melhor com amor e sem dinheiro, do que sem amor e com dinheiro." Depois conversamos mais sobre isso, como as outras pessoas, mesmo que sem querer, acabam influenciando na nossa vida (Eu devo voltar nesse assunto).
Dormi muito mal, porque aqui no Rio o Verão já chegou e acordei as 5 da manhã, tomei uma garrafa de 500 ml de água e voltei pra cama e sou acordada com gritos...Janine havia desmaiado. Pense num susto!
Apesar de levantar da cama tremendo e querendo chorar, mantive a sensatez, peguei ela no colo, tirei a roupinha dela e fui conversando com ela, dei um banho frio e descobri que ela não tinha tomado café da manhã, veja bem, mandaram uma criança de 6 anos, em jejum, num calor Senegalês pra ficar quase 2 horas rodando na condução, já que a "tia da van" pega eles primeiro que todas as outras crianças e entrega eles aqui em casa por último, eles saíram de casa 06:50h e chegaram aqui 08:35h...dei café da manhã e agora ela está vendo TV. Quando ela melhorou, fui chorar feito criança tomar banho e comecei a pensar em como vai ser quando eu voltar a trabalhar e minha mãe ficar sozinha com 3 crianças, e só depois me dei conta que corri com a Jaja no colo até o banheiro, ignorando o fato de estar com esta barrigona e fiquei conversando com o Igor pedindo pra ele se mexer e me mostrar que tá tudo bem e me senti culpada por não ter pensando nele, se bem que ele tem que entender que ela é minha nega e chegou primeiro, mas mesmo assim...chorei litros. E pra encerrar o "começo da semana" minha tia ligou toda educada perguntando se eu ia pra festa da Kelly (ex mulher do meu primo) e eu muito educada também informei que NÃO FUI CONVIDADA e ela ficou tão sem graça, tadinha...e começou a inventar desculpas, que é porque eu tô grávida e bla bla bla e olha...eu nem quero entrar nesse assunto, porque isso de não me chamar pra sair, me convidar pra festa porque eu tô grávida é muita falta de consideração...mas eu não vou ficar grávida pra sempre e depois vou saber exatamente quem é amigo de verdade.


Aaaaaaaaaah agora dá pra seguir essa bagaça!!! Clica ali do ladinho que a Camila tá se sentindo sozinha...


2 comentários:

  1. Tu não sabe o quanto eu penso nisso sempre: "A vida é muito melhor com amor e sem dinheiro, do que sem amor e com dinheiro."
    Dinheiro não compra felicidade, pode ajudar a chegar lá ( pra algumas pessoas ) mas não compra.

    E sim, tbm passo pela situação que ninguém mais me convida pra nada pq estou gravida. Mas penso sempre que tudo que vai volta, não da maneira negativa de ser...mas foi como falei a uma amiga, agora durante a gestação, pude identificar quem são meus amigos mesmo, quem é o pau pra toda obra.

    E sim, ando carente.

    ResponderExcluir
  2. "agora durante a gestação, pude identificar quem são meus amigos mesmo, quem é o pau pra toda obra."

    Exatamente isso...

    ResponderExcluir