Páginas

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Let's go crazy....

Antes de mais nada gostaria de dizer que estou assustada, apavorada e espantada com a quantidade de visitas que o blog recebeu depois que eu coloquei link lá no BBC...são em média 17 visitas por dia, como é isso? Como se dá isso? Quem são vocês 17? Fiquei com medo de falar da minha vida pra tanta gente, mas já passou até porque, né? Qual o interesse....E vamos ao post

Sabe aquelas pessoas que reclamam de tudo, mesmo quando a vida tá ótima? Estou me sentindo assim, só que minha vida só está ótima pra quem está de fora porque pra mim está uma caca de elefante.  E eu tô a ponto de surtar, de novo. Primeiro porque estou guardando pra mim. No BBC não desabafo mais, nada contra as meninas que me ajudam pra caramba, mas desde que no dia que reclamei do Facebook teve uma pessoa que botou mais lenha na fogueira, achei melhor guardar minhas inseguranças pra mim porque se mais alguém me disser que eu tô certa e tenho que desconfiar mesmo eu vou ter um ATP (ataque de perereca, caso você nunca tenha assistido "As Branquelas"), pras "migas" eu também não reclamo porque uma diz que eu reclamo a toa e pra outra da última vez que eu reclamei ela disse que eu reclamo sempre das mesmas coisas e era mais fácil terminar logo de uma vez já que "sabe que eu não vou aguentar muito tempo". Então guardemos nossas maluquices na caixinha...caixinha que está lotada, caixinha que vai explodir já já....
Veja bem meu final de semana teve tudo pra ser sensacional...teve mesmo, mas minha chatice não me deixou gostar tanto assim. Passei o tempo todo querendo voltar pra casa, me trancar no quarto e chorar...não pera, o tempo todo não que teve hora que eu gostei E muito, mas até isso me deixou meio tensa depois...
Como eu havia comentado aqui, eu ando com problemas de confiança e a coisa só piora. First, me senti meio largada no domingo quando levantei, talvez seja carência excessiva...vai saber, mas enquanto tomávamos café a tal história de que a mentira tem perna curta se revelou. Há mais ou menos um mês atrás minha vitamina estava acabando e eu não queria pedir ao meu pai, a vitamina pré-natal não deveria ser comprada por ele, até junho fui eu quem comprei e como não estava mais trabalhando e sem $$ pedi ao pai do Igor que comprasse, mas ele não pode vir aqui no dia, estava mal do estomâgo...ok...eu pedi meu pai pra comprar (engolir o orgulho é mais complicado que engolir comida com a garganta inflamada) e bom, ele me disse que foi ao médico e pans, e eu acreditei, mas ontem durante o café da manhã a conversa rolou solta, eu quase não estava falando porque já estava tristinha e de repente a mãe dele diz que "Ele só foi ao médico pra começar a trabalhar." Oi? Então ele não foi ao médico naquele dia? PRA QUE MENTIR PRA MIM SOBRE ISSO? Qual a necessidade? Não tinha dinheiro pra comprar o remédio, não se sentiu na obrigação de fazê-lo, não quis...porra era só me falar...não precisava mentir...e aí vem aquilo, se mente por uma besteira dessas o que mais é mentira? Aff...dali em diante as minhas neuroses só aumentaram. É o maldito Google Chrome e suas janelas mais abertas que são escondidas pra mim, é o Facebook que foi fechado no momento que eu entrei no quarto...é o Badoo (preciso me controlar todos os dias pra não voltar lá, por mais que eu ache que deletar a conta que eu tenho e fazer outra é possível)...MALDIÇÃO, cara!!! E com essa insegurança e meus 80 kg, e meu nariz imenso e meu cabelo medonho...eu fico mais insegura. E depois que o Igor nascer? Aí que eu não vou poder sair mesmo e aí como eu fico? Será que eu vou descontar essas frustações nele? Será que eu vou ser dessas mães que culpa os filhos pela merda de vida que leva? Será que eu vou levar uma merda de vida? Será que vou recuperar minha auto-estima? Vou terminar a faculdade?
Aí eu leio as meninas comentando as vidas, é uma que vai viajar com o marido pra relaxar, é outra que o marido lavou as roupas do bebê e gente contando só coisas boas e vou ficando mais murcha....e hoje eu só quero chorar...tô com medo, com muito medo dessas coisas me afetarem de mais. Me esforço pra concentrar só no que é bom...imaginar que vou perder o peso da gravidez logo, e que daqui a pouco vou estar bem comigo de novo e que essa insegurança vai passar e que ninguém é obrigado a ficar com ninguém e que se ele está comigo é porque quer...mas cadê confiança?





(O vídeo nada tem haver com o post, mas falei de "As Branquelas" e não consegui pensar em outra música)

3 comentários:

  1. Eu sou uma das 17 mari, mas tomara que eu nao seja uma das que perderam sua confiança :-(
    me sinto exatamente como voce, é muita cama com pétalas de rosa, viu

    ResponderExcluir
  2. Você nunca perderá minha confiança, né curica? Tenha dó!!! rsrs

    ResponderExcluir
  3. Mari eu passei o fim de semana da mesma forma que vc ainda mais prq aconteceu um fato que me deixou completamente triste e decpcionada chorei muito... por isso hoje não quis falar muito no BBC como vc mesma escreveu tem coisas que é melhor não colocar em discursão ainda mas quando já estamos mal. Espero que isso tudo passe e venham melhores dias.

    ResponderExcluir