Páginas

sábado, 29 de dezembro de 2012

Auto-estimada elevada, cadê?

Ando com a auto-estima bem caídinha, havia voltado a me sentir bem comigo mesma, mas rolou um "Nossa, como você tá forte. Nem grávida você tava forte assim."  (Forte é eufemismo pra gord@ e todos nós sabemos disso.) Essa frase acabou comigo, voltei a me sentir enorme de gorda e minha barriga tá me deixando com vontade de chorar.
Aí no meio dessa avalanche da minha auto-estima, quando todo meu apreço por mim mesma beira o nada vem a cerejinha do bolo.

(Longa pausa pra pensar em como escrever o que eu quero sem falar de mais.)

Não estou conseguindo pensar no que escrever aqui sem falar de mais, mas quero muito falar e estou numa dúvida cruel. Falo logo tudo e me arrependo depois ou falo em código e acabo não falando coisa com coisa?

Anos e anos de terapia para consertar minha baixa auto-estima, daí eu fico uns 3 meses sem terapia, o universo conspira para que em uma semana duas pessoas me coloquem pra baixo (os dois sem querer) e pronto...Daqui a pouco eu tenho uma festinha pra ir e não quero mais usar a roupa que comprei, na verdade nem ir eu quero mais, não quero ser vista porque tô me sentindo enorme de gorda. Assim como não quero namorar de luz acesa ou no claro ou sem roupa.

Não falarei nem tudo e nem em código....mejor deixar pra lá.

Um comentário:

  1. Eu acho que entendi!
    Não tem nada pior nessa vida quando as pessoas te jogam um balde de agua fria! Só que quem normalmente faz isso são as pessoas que estão infelizes ou descontentes com elas.
    Sei-la se EU falei coisa com coisa..mas ta foda o lado de cá tbm!

    ResponderExcluir