Páginas

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Reflexão

Ontem eu recebi 3 visitas, dessas 3 duas eu nunca imaginei que receberia na minha casa de novo algum dia...por erro meu mesmo.
Eu errei e MUITO com uma delas, e a outra se afastou porque eu mereci mesmo...fiquei muito só nessa época, porque elas eram minhas melhores amigas, precisei replanejar minha vida, e eu só tinha 14 anos...com 14 anos tudo é tão eterno, tão intenso, tão importante....eu nunca contei pra ninguém o que aconteceu na época e ainda não tenho coragem de contar...morro de vergonha de ter aberto mão de amizades tão boas, por um erro tão bobo. Mas, eu tinha 14 anos na época...
Ontem as recebi aqui, e tirando o fato de estarmos todas visivelmente mais velhas, casadas (ou amigadas) o resto me pareceu igualzinho...óbvio que elas não sabem nada da minha vida, e eu nada da vida delas sei, mas durante as 3 horas que passamos conversando nada disso me importou ou me veio a mente. Houveram diversos momentos em que me senti desconfortável, mas não por não vê-las há quase 10 anos e sim por perguntas e comentários inconvenientes relacionados a perda do Igor...As duas que eu jamais imaginei que receberia de novo na minha casa continuam amigas desde então, mas isso não me causou inveja ou nada nem ao menos perto disso...
Quando elas foram embora, eu estava feliz...como se um peso que eu carregasse há anos tivesse me sido tirado do peito, fui perdoada...ainda não me perdoei, mas isso faz parte do processo aos pouquinhos eu chego lá...
Mas, por que essa reflexão?  Porque eu sinto que não terei jamais amizades assim, nas quais eu posso confiar de olhos fechados, que estão sempre ali...que secam as lágrimas e riem junto.
Não quero ser injusta, ano passado muito gente estava secando minhas lágrimas, gente que eu nunca nem vi de perto (ou só fui ver tempos depois), mas é diferente....me parece diferente.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

#Cansei

Hoje eu cheguei no limite do mau humor!!! Estou com um "vai tomar no cu" gigante entalado na garganta....tô cansada pra cacete de tudo e todos.
Estou cansada da blogosfera , de ter que ficar pisando em ovos pra escrever, de não poder escrever o que raios eu penso de verdade porque mesmo que se a porra do post tiver informando que aquilo ali é a MINHA opinião e não uma verdade absoluta vai ter gente ficando ofendida.
Estou cansada de indiretas, picuinha, intriga.
Estou cansada de ter que lavar louça, colocar roupa na máquina, arrumar casa, fazer comida...todo dia e sozinha!!!!!
Estou cansada de não conseguir dormir uma noite inteira, de sentir dor na virilha, na bacia, cólica.
Estou cansada de "patricia linda"....CANSADA³!!!!!!!!!!!!
Estou cansada de não ter meu próprio dinheiro e depender financeiramente dos outros.
Estou cansada de ficar pensando o que meu filho estaria fazendo ou não, com 1 aninho. Se ele teria festa, qual seria o tema. Como a gente passaria o dia de hoje!
Estou cansada de ter medo de passar por tudo de novo!
CANSEI, assim...grandão mesmo!
Se eu pudesse sumia no mundo, eu e minha pança...e ia viver de luz!!!! Parir no meio do mato, tipo A Lagoa Azul. E criar meu filho lá, longe das pessoas, dos problemas!!!!!
Se eu pudesse, hoje eu fugia....

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Divagando, devaneando e falando sozinha...

Ando enlouquecida de vontade de escrever...só me falta mesmo assunto ou inspiração. O cérebro não para nenhum minutinho de montar posts, seja pra cá ou para os outros blogs...talvez seja só a necessidade de não deixar a cabeça vazia, ou eu esteja voltando ao meu habitual de ter ser sempre um rascunho mental....afinal foi deles que surgiu esse blog, dos pensamentos e devaneios que me enchiam o cérebro nas aulas chatas, no ônibus indo pra faculdade e voltando pra casa...enfim...
Agora mesmo estou aqui rascunhando postagens mentais e "rabiscando" on line, querendo achar algo interessante pra falar, um bom tema...mas parece que está tudo tão cheio que as coisas não se organizam...
Penso nas pessoas lendo por aqui, passei de uma média de 2 leitores por post para quase 20 (lá no outro a média é de 65 pessoas por post) e isso as vezes me atravanca, não que seja melhor falar sozinha do que saber que tem gente lendo...é que as vezes ter gente lendo assusta. Se um dia eu tô puta da vida, com vontade de matar um, cortar em pedaços e fazer salada e escrevo sobre isso para desanuviar a mente, pessoas vão ler e interpretar as coisas a sua própria maneira....e isso é complicado. O blog é espaço de catarse pra mim e existem momentos em que eu simplesmente PRECISO deixar minha raiva sair pelos dedos, até pra conseguir raciocinar depois...mas saber que fico assim tão exposta...nossa que complicado.
Se eu escrevo aqui por exemplo que quero mais é que o filho mais velho da minha vó morra (ME JULGUEM!!!), pode ter gente achando que estou me referindo ao meu pai quando na verdade nem é ou que estou exagerando, afinal marido jurava que era exagero meu até vir morar aqui...
Mas escrever me ajuda...se eu não escrevo entro na dele e vou bater boca e a coisa sai do controle, se eu não escrevesse ia arrumar encrenca com a ex do meu primo que sempre falou mais que a boca...ou teria tido muito mais brigas com a minha mãe....
Só o que me atrapalha é saber que está aqui, está exposto a criticas e julgamentos...e que não há como eu me justificar...cada um lê e interpreta o que está escrito a sua maneira...
Eu já ouvi que estava me precipitando ao tentar engravidar de novo tão cedo...eu já li que era pra não ficar triste quando a monstra viesse e que era pra relaxar nas tentativas...eu já li que mulher nenhuma presta (comentário de um machistinha anônimo nesse post aqui)...enfim...eu já pensei em privatizar, deletar...mas eu não posso, porque é escrevendo que minha mente volta ao normal, que abaixa o turbilhão...
Esse post não fez sentido pra você? Que bom...é porque eu tô falando sozinha...

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Um dia cansa...

Se tem uma coisa que eu não sou é uma pessoa calma. Eu sou estressada que só e pra coroar esse stress eu sou incapaz de disfarçar...mas eu tento, olha que eu tento....eu respiro fundo, conta até 10...fico em silêncio, mudo de assunto...só que um dia cansa e hoje é meu dia do cansou...E não é um cansou pequenininho é um puta dum CANSOU gigante....
Não vou mais disfarçar, não vou mais fingir que tá tudo bem, não vou mais me enganar, chega de fingir ser quem eu não sou...e foda-se os resultados!!!! Porque mentir pra mim mesma só me traz infelicidade e eu estou precisando de felicidade plena e nada mais....
E a parte que dói é que eu não consigo nem chorar...mau sinal, péssimo sinal.

¬¬

Hoje eu vou tocar o foda-se...
É, hoje eu vou...tô cansada de ser boazinha, tô cansada de ser calminha, tô cansada de não ligar...
Hoje eu vou mandar tudo pra caralho, mas assim...pra um caralho grosso, grande e veiudo!!!!!!
Não vou chorar e nem me arrepender...hoje eu vou mandar é tudo pra caralho...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Zzzzzzzzzzz

As vezes me pego enraivecida com os humanos...tenho preguiça deles, preguiça das grandes. Por isso, por muitas vezes preciso o isolamento, a solidão. Quando estou sozinha não preciso ouvir abobrinhas, não sou obrigada a lidar com o pior de ninguém, só com o meu.
Estávamos bem, a Toni Braxton e eu...ela cantava e eu lia coisas pela internet até que interromperam nosso momento, invadiram meu momento para dizer que alguém pediu um favor e que "não era obrigada a fazer" e reclamar porque não fazem o mesmo por nós...ai como isso me cansa. Essa coisa de "a minha educação depende da sua" ou "só faço se fizerem o mesmo por mim"...
Por que as pessoas são assim?
Por que todo mundo quer vantagem, mas ninguém quer dar vantagem ao outro?
Por que as pessoas querem a ajuda de todos, mas nunca podem ajudar ao outro?
Seres humanos me dão muita preguiça...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Absurdos Novelísticos

Eu não assisto a novela das nove, na verdade eu não tenho o hábito de assistir novela há tempos, a última que assisti do inicio ao fim foi Senhora do Destino. Me deixei contagiar no ano passado pelo sucesso de Av. Brasil, e amei falar mal de Salve Jorge....mas nada que fosse uma obrigação.
Como estamos com um computador só em casa, a noite priorizamos a TV, ou um ficaria entretido e o outro chupando dedo, por conta disso acabo vendo flahs de Amor à Vida...só flashs mesmo, porque acho a novela meio chata de mais e não aguento, e esses dias acabei vendo o Caio Castro e a namorada contratando um michê pra tirar a virgindade da gordinha...e gente para...para....nem sei como acabou o negócio porque meu controle remoto estava com as pilhas e eu fui caçar outra coisa menos pior pra assistir.
Eu nem sei o que era mais errado nessa história toda, se era a Perséfone ser virgem porque é gorda (Letícia Fernandes do blog 100 homens é gorda), se é a amiga contratar michê pra ela ou se é isso tudo ser levado em tom de humor....
Se eu estivesse carente, desesperada e subindo pelas paredes e descobrisse que o "amigo do namorado de uma amiga" que me foi apresentado é na verdade um michê, tinha acabado a amizade NA HORA, porque eu acho que quem quer pagar por sexo, paga, né?
A gordinha da novela é financeiramente estável, se quisesse perder a virgindade com um michê, ela mesmo pagaria, ou não?
E essa ideia de que gorda não consegue transar, gente? Se a mulher tiver vagina (ou não, né? Vai saber) sempre vai ter alguém pra comer...e se ela quer só perder o bendito cabaço, na vida real ele já tinha rodado a tempos...
E nem vou entrar na ideia absurda de que mulher precisa de pinto pra ser feliz....

Aqui seguem dois textos que falam dessa baboseira de um jeito melhor que eu....
Nina Lemos, no yahoo
Odair Braz Jr, no R7



(Estou em débito com esse blog, gosto tanto dele...queria MUITO ter escrito sobre a quebra das santas na Marcha das Vadias, mas me embolei nos meus pensamentos e não consegui.)

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Ao Criador

Prezado Deus, eu já perdi um filho, conheço a dor que minha vó vem passando há quase 21 anos e sei que ela, e nem ninguém, merece conviver com a morte de 2 filhos. Então peço que o Senhor acalme o meu coração e livre-me da mágoa e do ódio que sinto pelo filho mais velho dela, se o Senhor me fez nascer na mesma família que ele, algum motivo há, não compreendo qual, mas preciso aceitar mas não consigo...
Veja bem, hoje está frio, estou recolhida no meu quarto, minha mãe lá na frente na casa dela e o infeliz entra xingando, palavras de baixíssimo calão, ele finge que é pro cachorro, mas nós sabemos que a intenção dele é ofender a minha mãe e a mim, e eu preciso me controlar, pensar no guri que cresce dentro de mim e não posso sair e enfrentá-lo, mas já não aguento mais, não aguento...são anos de falta de respeito, anos precisando aturar em silêncio....e eu preciso aceitar Sua vontade, mesmo que eu vá embora daqui, minha mãe ainda ficaria...e como seria pra ela? Sozinha aqui, hipertensa e tendo de aturar ofensas TODOS os dias.
Não posso desejar a morte dele, não acredito que ele um dia se torne humano....então peço que a mágoa e o ódio que me habitam, saiam e que eu encontre a paz, que as palavras dele não mais me ofendam e que um dia esse inferno chegue ao fim....

Amém!

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Respira fundo...conta até 10, 100...mil.
Não pode descontar nas crianças, a culpa não é deles...

A pessoa se compromete a cuidar de duas crianças, larga o emprego pra isso...mas parece que não se compromete de verdade. É meio de mentirinha o comprometimento...porque saiu de casa às 14h garantindo que não demorava, ia só ajudar rapidinho na igreja, são 17:42h e até agora nada. Eu ligo, porque eu tenho janta pra fazer NA MINHA CASA e ouço um "leva eles lá pra trás" e só...eu preciso fazer comida, numa casa micro, com duas crianças porque a pessoa que se comprometeu a fazer isso tá cortando legume na igreja!!!! Ah não...não dá...não dá!!!

terça-feira, 9 de julho de 2013

Humanos....aff...os humanos

Ando meio sem paciência para seres humanos, juro que ando...
Algumas características me fazem desgostar completamente das pessoas. Uma delas ou a principal é a mania de ostentação. Sabe aquela mania de mostrar que pode, que tem...então, isso me tira do sério. No momento não posso, não mesmo...tenho um quarto pra reformar, guarda-roupa e poltrona pra comprar, sem contar com fralda, lenço umedecido, pomada, sabonete...porque dei essas coisas todas, então não há condição de fazer festa...não há.
No próximo domingo seria meu chá de panela, mas um mês antes minha mãe foi convidada para uma Bodas de Ouro no mesmo dia e me convidou a remarcar a data diante da anfitriã, e eu desmarquei e não marquei um novo...achei melhor juntar um acué e comprar minhas coisas...
Ganhei alguns presentinhos, panela de pressão, 2 jogos de copo, jogo de talher, liquidificador e ferro de passar...ganhei de gente próxima, minha mãe, a sogra e a comadre da minha mãe...o resto hoje eu saí pra comprar. Comprei um monte de coisa, tudo preto e branco, tudo lindo e tudo baratinho...não gastei R$100 e pra mim tá ótimo. Não preciso ganhar mais de R$1 mil em presente...até porque nem saberia quanto valem os presentes porque não saio pesquisando preço das coisas que ganho. Não acho legal essas coisas...me cansa, acabo sendo ignorante com gente assim...
Ganhei muita coisa pra casa, MUITA MESMO...a maioria da minha mobília é presente...*olhada rápida em volta*...é a grande maioria foi presente. Mas, não sei quantos reais de presente ganhei e nem me interessa....assim como não me interessa o valor dos presentes dos outros...não me interessa e ponto final.
Não posso gastar R$400 num chá de panela nesse momento, mesmo que eu ganhe R$4 mil em presentes...primeiro porque 87% desses presentes seriam inúteis e segundo porque com R$400 eu compro o guarda-roupa do guri e ainda sobra (Sobra, né? Me diz que sobra, nem que seja R$0,10...).
Dia 19/10 vou fazer um chá de fraldas, completamente contra a minha vontade...tenha certeza disso. Mas não interessa a ninguém quanto eu vou gastar e nem quantos reais em fralda eu vou ganhar...
Mas de repente isso tudo sou só eu sendo chata...vai saber...

terça-feira, 2 de julho de 2013

Ninguém disse que seria fácil...

Quando você começa algo chamado "Desafio" já dá pra imaginar que a coisa não vai ser mamão com açúcar, né?
Estava sentada aqui, lembrando que no filme "O Todo Poderoso 2", a personagem da Lauren Grahan pede a Deus que una a sua família e em resposta Deus transforma seu marido em Noé...afinal, se unir quando tá tudo bem é fácil, complicado é fazer isso durante uma crise, por isso esse união seria mais definitiva.
Esse final de semana, meu relacionamento passou por uma turbulencia...grande até, e eu decidi que estava na hora de entrar na onda das meninas do BBC e começar a seguir "O Desafio de Amar"...e hoje comecei.
E o primeiro desafio é não dizer nada ruim pro conjuge por 24 horas...e seria algo fácil, já que vivemos em paz...SERIA....SE-RI-A, mas não tá sendo...afinal o livro chama Desafio e Deus é um cara que gosta de deixar as coisas "interessantes", vide a cena do filme que citei lá em cima...por conta disso estou aqui escrevendo e não berrando ou reclamando...hoje nada de ruim será dito...é o primeiro de 40 dias...só o primeiro...não posso quebrar a corrente já no começo...
Mas, é aquilo...ninguém me disse que seria fácil.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Falando besteira...

Oi, tem alguém aí? Cês ainda frequentam essa bagaça???
Confesso que ando em falta com esse blog...logo logo vou comprar um layout na Thaty, colocar aqui, dá uma cara nova pro negócio e volta a postar pelo menos uma vez por semana...
Enfim...
Cês sabem que eu adoro uma saliência, né? Curto mesmo...e hoje no twitter o assunto era uma matéria que saiu na Nova "30 Manobras Sexuais Sem Usar as Mãos", mas a matéria é assim...meio tensa, meio humor involuntário. Postarei as mais legais aqui pra dar umas risadas, pode?

1. Enrole o cabelo no pênis dele e puxe os fios para cima e para baixo. Ele nunca mais vai se esquecer dessa sensação.

Meu cabelo? Meu cabelinho??? Não...amyga...apenas não.

2. A parte interna dos joelhos e cotovelos dele tem menos pelos e é supersensível ao toque. Roce sua língua lá.
Cê tá brincando, né?


4. Faça círculos com os seios na nuca dele, deixando o rapaz todo arrepiado.
Vocês ao menos param pra pensar nas posições que as pessoas estariam pra fazer uma papagaiada dessa?

6. Masturbe seu homem com o espaço entre as costelas e a parte de baixo dos seus seios.






Não sei vocês, mas pelo que eu entendi você coloca o pinto do bofe debaixo das tetas, é isso produção?

7. Tire a roupa, deite-se em cima dele e coloque um vibrador entre vocês. Usando apenas seu corpo, faça o brinquedinho chegar até a zona sul.  
Zonal Sul seria o que? Copacabana?Ipanema?? Terei que fazer o vibrador pegar o metrô e ir soltar na Arcoverde?

17. Abocanhe o pênis de lado, como se ele fosse uma espiga de milho, e escorregue os lábios de um lado para o outro.
Er...não consigo nem explicar o que passa em minha mente.


24. Puxe o pênis do seu amor e faça sexo oral nele por trás.

25. Na transa, quando estiver por cima, fique de costas para o gato e chupe os dedos do pé dele. A visão do seu derrière vai fazê-lo gemer.
CHUPAR DEDO DE PÉ???? Ah catar coquinho!!!

30. Masturbe-o colocando o pênis embaixo da sua axila. Ele vai adorar a alta temperatura.
Apenas não!!! Não!!!

E tem bonus track...


"Tinha algemado as mãos da minha mulher atrás das costas dela. Quando se ajoelhou para fazer sexo oral em mim, perdeu o equilíbrio e bateu a testa no meu saco. Gemi de dor." Antonio, 26 anos


O jênio (com jota mesmo, por favor não me julguem), algema a mulher feito um criminoso, coloca ela de joelhos e ainda quer boquete?? Bem feito!!!!





quarta-feira, 19 de junho de 2013

Daqueles dias...

Acordei perto das 4h...
Tive um pesadelo estranho, minha tia segurava uma margarida do tamanho de um girassol e minha vó me falava sobre o falecido cunhado dela, que vivia assombrando a casa dos meus pais, que ele passava os dias lá e nunca ia embora. Acordei com uma sensação ruim, vontade de ligar pra casa da minha tia e falar com a minha vó (que se chama Margarida, tem 82 anos e está há um mês de repouso pois caiu e quebrou o quadril) ver se ela estava bem.
Daí quando ia começar a dormir de novo o Duke começou a se coçar dentro da casa, pense no barulho que é um labrador se coçando dentro de uma casa de madeira?  Então levantei e fui pra sala ler. A sensação ruim não passava, catuquei a barriga, pra ver se recebia alguma resposta...é muita angustia, luto todos os dias com o medo de passar por tudo outra vez...então comecei a rezar, ou algo do tipo, e pedir que dessa vez seja diferente, que essa gestação termine com um bebê no meu colo e recebi alguns pulos de volta. Voltei pra cama, mas antes que pudesse gostar de estar dormindo, já era hora de levantar.
Tomei café sozinha, marido bebeu o dele de pé na cozinha...e depois me restou olhar as crianças enquanto minha mãe saía pra mais um exame. Matheus xingou a Janine uma, duas e três vezes...eu briguei com ele, e ele bateu nela...Respira fundo, não se estressa...põe de castigo. E tenta relaxar...Criminal Case e BBC...só que aí no BBC tem treta...e eu cansei...e mau deu meio dia...
E eu quero paz...

domingo, 16 de junho de 2013

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Daquelas postagens sem título....

Na próxima quarta esse blog completa 6 anos, há quatro meses atrás eu completei 1/4 de século....desses 25 anos, eu mantenho blogs há 10...o primeiro ainda na Ig era em 50 Tons de Rosa, cheio de gifs piscante e dolls...pena que não acho mais o falecido, era coisa bonita (mentira, era tenso) de se ver, depois passei pro falecido Click 21, o blog chamava Ninha Super Eu, eu tinha 17 anos e era extremamente egocêntrica (no sentido de me achar Super e dona do Universo), dois anos depois uma das "amigas" dos Click 21 mudou pro Blogspot e eu decidi testar. Daí em 29 de maio de 2007 no laboratório de informática da UNISUAM eu criei um blog e fiz uma postagenzinha. Depois disso levei 6 meses pra blogar de novo e só voltei a blogar porque estava muito mal de ter de terminar um namoro com uma pessoa que fazia parte constante do meu círculo social...
E agora eu tenho 4 blogs: esse, que serve de catarse onde eu exponho a minha alma, de um jeito que eu acho até exagerado, as vezes,. Tenho o Uma Baita Viagem, que fiz pra falar da vida de tentante (que durou um ciclo), gestante e mãe, porque não queria misturar esses assuntos com as minhas lamuriações¹ particulares e mais dois que não merecem tanto destaque por terem pouca coisa...e esse é um resumo da minha vida blogeristica²...
Agora falemos de mim, como eu disse tenho 25 anos, sou de aquário, sou tímida (juro por Deus), ciumenta e demoro MUITO pra fazer amigas porque sou desconfiada e acabo levando tempo pra acreditar que as pessoas são legais de verdade e não tão fazendo tipo e sou boba, assim...bem boba, geralmente eu sou a palhacita do grupo, sempre foi assim e espero que sempre seja, é uma coisa que me faz bem, saber que as pessoas acham minhas gracinhas engraçadas...é o meu JEITINHO...
E por que esse currículo, você pergunta. Tenha calma, eu já respondo.

Pela primeira vez em 10 anos como "blogueira", eu tô pensando seriamente em largar essas coisas de vez, deletar os outros, deixar a leitura desse em "só pra mim" e transformar em um diário virtual...tô meio cansada desse universo. Duas vezes vi pessoas sendo acusadas de plágio por coisas que nitidamente não eram plágio, eram coincidências...eu não blogo pra ganhar dinheiro, não faço parcerias, nem sorteios e nem nada desse tipo, eu blogo porque gosto de escrever, porque escrever me ajuda, me acalma, me faz bem...

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Ontem eu estava chorosa, hoje também...
A tristeza ainda não passou, as ideias continuam confusas...e confundiram ainda mais, certas coisas a gente não precisa saber, não pode saber...se não complica. Eu já pedi pra não saber, porque percebo que sempre me decepciono ao saber, mas parece uma coisa...sempre tem alguma história que me é contada, e aí pioram as ideias todas.
Hoje eu queria paz, silêncio e ideias do lugar, em troca ganhei o dia com duas crianças que jamais se calam ou se comportam e teimam e meu pai com esse rádio tão alto que lá do Prezunic é possível ouvir...
E amanhã vai chover, então meu rolê por aí, sozinha babou...e eu não sei o que fazer...

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Por que choras?

Choro porque sinto falta da ideia do que seria
Choro de saudade
Choro de raiva
Choro de medo
Choro porque estou sozinha e só sozinha posso chorar, e sozinha só posso chorar.









E nos rascunhos eu abri a alma...mas não vou publicar.

quarta-feira, 22 de maio de 2013


2007
"São nos pequenos detalhes que eu vou te conquistar." Foi tipo uma ameaça, eu estava reticente, não queria namorar, não com ele...e mesmo passamos 6 meses juntos, todas as vezes que nos encontravamos eu pensava em terminar, mas apesar do ciúme exagerado e da família Adams os malditos pequenos detalhes estavam sempre lá, a ligação pra saber como foi meu dia, a sms de boa noite, a cesta de café da manhã sem nenhum motivo e eu fui ficando, pelos pequenos detalhes. Daí um dia eu dei um basta, porque era fofo, mas era pouco. Mas como uma maldita maldição os pequenos detalhes passaram a fazer parte da minha vida, e se eles me prenderam por 6 meses, eu sinto falta deles...tão pequenos, tão poucos e tão bons.

Veja bem, passaram 6 anos, SEIS...hoje dessa pessoa aí em cima eu só quero distância!!! Não consigo lembrar de NADA bom desse relacionamento, fazendo um balanço nem mesmo os pequenos detalhes valiam a pena, perante todo o sofrimento e abuso que eu vivia, coisas inclusive que só minha terapeuta e eu sabemos, hoje vivo um relacionamento saudável, mas sem pequenos detalhes...talvez pequenos detalhes não façam diferença ou transformem em perfeito algo que já é bom...mas como saber? O jeito é só imaginar.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Fotos

Tem coisa nova na aba de fotos, tá?

terça-feira, 14 de maio de 2013

Raiva, ódio...cuspindo fogo!!!!
Não tá dando mais, simplesmente não tá!
Eu não consigo disfarçar, eu quero xingar, gritar, mandar tomar no cu e enfiar no cu...
Tá foda!!!!
FODA!

domingo, 5 de maio de 2013

Catarse

Como diz o texto essa postagem é apenas uma catarse, a pessoa a quem é direcionada nem vai ler (ou vai no momento certo), mas eu PRECISO disso ou vou acabar arranjando barraco e nessas horas o melhor é ignornar.

Prezada, apenas hoje, 8 dias depois do que escreveu, é que li sua adorável indireta no Facebook, e só li porque uma outra pessoa me mostrou. Estou montando minha casa, concluindo minha faculdade, curtindo meu marido, vivendo, sabe? Acaba que não tenho tempo pra fofoquinha no Facebook. Assim que li sua indireta, senti vontade de responder, mas achei melhor deixar pra lá, porque deve ser muito triste ter uma vidinha meia boca e ter de viver de migalhas da vida dos outros. Pergunto-me se você já aguardou por um filho por 38 semanas e no momento em que ele deveria mudar sua vida para melhor, ele morre e tranforma tudo em um gigante pesadelo, se já sentiu o vazio gigantesco de ter os seios de leite e não ter quem amamentar ou se já precisou pagar pelo enterro de um bebê que nunca chegou a ver seu rosto. Pergunto-me só por perguntar, porque sei que suas duas gestações geraram lindos e saudáveis meninos, e que você sempre saiu da maternidade com um bebê nos braços e um sorriso no rosto. Pois é, mesmo não tendo conhecido minha dor, na pele, você sabe por tudo que passei, você esteve comigo no meu chá de bebê e também 15 dias depois do meu parto, você viu a alegria que habitava em mim no primeiro e o vazio que me consumia no segundo. Assim sendo você deveria entender o porque da minha prudencia dessa vez, porque eu prefiro me reservar, porque eu não quero espalhar. Mas você não respeita esse momento ou a minha dor e eu sei porque. Apesar de ser mulher adulta, você deixa a mamãe tomar suas decisões, prefere abrir mão da sua felicidade pra deixar a mamãe feliz e aí fica vazia, amarga...uma pena.
Espero que você vire mulher, peite a mamãe e volte pra vida que lhe fazia feliz e espero que amadureça também, porque mulher de 20 anos, com 2 filhos não tem o menor direito de se comportar como adolescentizinha intriguenta de filme americano. No mais, desejo aos seus filhos, que amo tanto, uma vida longa, saudável e feliz....e a você, a você eu desejo em dobro...!

sábado, 4 de maio de 2013

Pronto, falei...de novo

Ando sem paciência, não no geral...mas ando sem paciência pra gente chata, hipócrita, metida, arrogante...pra gente assim. Mais sem paciência ainda pra quando isso tudo é uma pessoa só!!! Nuss...aí o simples fato de ver a pessoa respirando no mesmo ambiente  já me tira do sério.
Veja bem, eu tenho ÓDIO de gente arrogante, gente que se acha superior que os outros por qualquer coisinha, imagina gente que se acha superior porque outra pessoa fez uma coisinha. Não deu pra entender? Vou desenhar...

Cena:
- Minha mãe vê um chaveiro da Torre Eiffel e diz que é igual ao dela. Aí vem a resposta: MAS ESSE VEIO DIRETO DE PARIS PORQUE MINHA SOBRINHA FOI LÁ E TROUXE. Minha mãe muito doce respondeu que o dela também, que também havia sido um presente.

Olha gente, se quiser dar uma de metido porque VOCÊ foi a Paris, eu vou achar bem ridículo, mas vou tolerar, agora dar uma de quem caga cheiroso porque seu chaveiro esteve em Paris? Ah tomar no meio do cu, vai...Gente insuportável assim me dá vontade de socar até a cara sangrar ou morder a jugular e ficar vendo sangrar até o fim, sabe?
Eu quero ser A melhor na minha profissão, eu quero ser A melhor pro meu marido, eu quero ser A melhor pros meus filhos e eu já sou A melhor pros meus pais e meus cachorros...e pra mim isso basta! Quero viajar pra conhecer os lugares, pra ter história, não pra sentir superior...porque no fim, a gente vai todo mundo ou pro fogo ou pro buraco e depois disso, o que a gente teve ou onde já foi
não vai fazer a MENOR diferença, já o que nós fomos...aí sim, no fim é isso que conta. De resto...a gente vai e as coisas ficam.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Pronto, falei

"Não concordo com uma palavra do que dizes, mas defenderei até o ultimo instante seu direito de dizê-la." Voltaire

Hoje eu tô virada no Jiraya, aí eu abro o Facebook e vejo umas coisas que ou me fazem chorar de rir (juro) ou me fazem espumar de raiva e fico doida pra responder, porque me incomoda, me irrita, me tira do sério de verdade!!!
Vejam bem, acredito que todo mundo tem direito a ter opinião, todo mundo tem o direito a defender a sua opinião, mas daí a ser um completo imbecil...aí já é de mais pra mim.
O que é família pra vocês?
Pra mim é um grupo de pessoas que se ama, respeita e esta junto na alegria e na tristeza. Família é isso e pronto!
Eu acredito em casamento, seja hetero, homo, entre plantas...se existe amor e respeito, existe um casamento feliz e existe ali uma família.
Eu não tenho interesse em mulheres, mas se duas mulheres quiserem casar...é com elas mesmo.
O único casamento que me preocupa, é o meu...no dos outros eu apenas desejo sorte!
Se no meu casamento existe amor, respeito e companheirismo, pra mim tá ótimo...e eu acho que se as pessoas perdessem mais tempo tentando edificar a própria família, que não inclui necessáriamente pai, mãe e filho (tá aí a Lud pra provar isso), buscando a própria felicidade e deixando que os outros fizessem o mesmo, o mundo ai ser tão melhor...tãããão melhor!!!!
Mas, né?
Essa é a minha opinião!

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Life is short...

Enquanto eu tento não ficar completamente maluca aqui, vou escrevendo pra cabeça ir se acalmando. Porque a mim não é permitido surtar, porque se eu surto quem segura a marimba? Porque alguém tem que manter minha mãe tranquila, alguem tem que ligar pra avisar todo mundo, alguem tem que atender as ligações e esse alguem, claro...sou eu. E daí eu não posso ficar nervosa, porque eu preciso passar calma. Eu preciso mostrar que estou bem...
E daí se eu decidi engravidar logo porque queria que meu filho conhecesse minha vó? Isso não pode me abater....porque eu tenho que passar confiança pra minha mãe.
E a verdade é que apesar de toda tristeza, eu ainda assim estou calma. Afinal, fazia quase um ano que ela só sentia dor, não andava....não vivia. Agora não tem mais dor, tem só paz. Eu acredito que ela está melhor, de verdade e isso me acalma, me conforta...foi a isso que eu me agarrei em outubro, quando meu filho foi embora, é a isso que me agarro agora, eu acredito que exista um lugar melhor, e querer manter as pessoas por aqui, mesmo em sofrimento, é ser egoista. Então não, a mim não é permitido surtar, a mim cabe acalmar minha mãe, avisar a todos e falar ao telefone. Porque se eu surto eu contradigo tudo o que eu acredito...
A vida é curta, curta pra quem vive 2 dias, 20 anos ou 73...a vida curta pra estar com todo mundo que a gente ama...muito curta.

terça-feira, 23 de abril de 2013

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Mundo bão de acabar 2

Seres humanos passaram da hora de entrarem em extinsão. Estava eu torcendo pros maias estarem certos, mas falhou. Quem sabe no próximo apocalipse tenhamos mais sorte.
Pois bem, o tal Feliciano continua espalahando abobrinhas por aí, Malafaia também, e a lynda (só que não) da Joelma entrou na onda, todo mundo acha dahora condenar os homossexuais ao fogo eterno, dizendo que essa não é a vontade de Deus, porque Deus criou o homem e a mulher para serem um e Deus perfeito que é, não erra e criar alguém que nasça gay é criar algo imperfeito.
Crianças com deficiências congenitas, não foram criadas por Deus? Arderam no fogo inferno também? Porque eles também não nascem "perfeitos"...
Eu fico pra morrer quando vejo gente militando contra o homossexualismo, sabe? Ou fazendo disso motivo de piada. Fico mesmo!!!
"Ai eu sou contra o casamento gay porque ele destrói famílias" NAONDE? O que destrói famílias é traição, intriga, mentiras...casamento gay forma famílias, só que famílias diferente das "tradicionais". E uma dica, ser a favor dos direitos homossexuais em nada afeta a sua sexualidade ou o seu relacionamento.
Se você fica nervosinho com comentários racistas, mas acha de boa comentários homofóbicos você é incoerente, se você não gosta do Felicano, mas fez piadas com a Daniela Merury, incoerente também...
Uma dica é: cuide da sua vida, do seu relacionamento e busque a sua felicidade e deixe que os outros façam isso também. O mundo seria muito melhor se cada um cuidasse da sua vida.
Ah deixo dois vídeos da Wanda Sykes só pra rolar uma reflexão bem humorada do negócio.





quarta-feira, 20 de março de 2013

Tenho Medo

Se você acha que política não se discute, por favor feche esse blog e vá estudar um pouquinho de como as decisões tomadas lá em Brasília afetam diretamente a sua vida, aí depois você volta aqui e conversa comigo.
Pois bem, hoje assim que loguei no twitter me deparei com mais uma estripulia do Deputado Pasto Cantos Marcos Feliciano. Aquele mesmo Marcos Feliciano que falou mal dos negros e homossexuais, agora achou de bom tom falar mal dos direitos da mulher.
Esse excelentíssimo senhor, disse que "Quando você estimula uma mulher a ter os mesmos direitos do homem, ela querendo trabalhar, a sua parcela como mãe começa a ficar anulada , e, para que ela não seja mãe, só há uma maneira que se conhece: ou ela não se casa, ou mantém um casamento, um relacionamento com uma pessoa do mesmo sexo, e que vão gozar dos prazeres de uma união e não vão ter filhos."
Deu pra entender? Ele diz que mulher que trabalha não vai querer ser mãe e que por isso ou nunca vai casar ou vai virar lésbica. O cara disse isso sem medo de ser julgado, porque sabe que pode dizer isso. Vocês tem noção do quão grave é ter um político que pensa assim? Como é andar pra trás esse tipo de coisa?
A mulher não nasceu pra ser apenas esposa e mãe NÃO. E olha que eu sou uma pessoa que está tentando engravidar e quer ser mãe em tempo integral!!!! Mas eu quero me formar também, fazer mestrado, ter meu consultório, tudo no seu tempo.
Na nossa sociedade atual se a mulher quer casar, ter filhos e ser mãe e esposa em tempo integral ela pode, se ela quer ser ser mãe, esposa e trabalhar fora, ela pode também, se ela quiser casar e não ter filhos, se quiser ter filhos sem casar, se não quiser nem casar e nem ter filhos...tudo isso ela pode! O que esse senhor diz é que mulher não pode trabalhar, ela tem é que ser mãe. Daí pra nossa única obrigação ser cuidar da casa não demora.
Lugar de pastor/padre/rabino é na igreja, não no congresso! O Brasil é um Estado Laico, ou ao menos deveria ser e as convicções religiosas das pessoas não deveriam interferir nos deveres e direitos do cidadão.

Quando vejo coisas assim eu fico com medo, muito medo mesmo. Medo do que poderia ser o país se a tal Jesuscracia se concretizasse.
Religião e política não podem se misturar e independente da sua religião eu espero que você pense isso também. Viva SUA vida dentro daquilo que sua religião prega, mas não obrigue a todos que as vivam também e antes de ser religioso seja uma pessoa de caratér.
Eu tenho medo, mas tenho esperança também de que isso é passageiro, ao menos é pra isso que eu torço.

.

terça-feira, 12 de março de 2013

Bilhete

Sabe cego em tiroteio? Então...eu tô assim.
Ao que tudo indica eu deixei uma porção de gente com raiva de mim, mas não entendi o porque, não entendi mesmo! E estou me sentindo PÉSSIMA, de verdade...Ficaria extremamente feliz se ao menos me explicassem onde foi meu erro...

Tenho falhado miseravelmente na tarefa de me manter afastada da internet...mas logo logo eu consigo.

sexta-feira, 8 de março de 2013

This is it...

Jung, esse lindo (só que não) me fez perceber que se as tretas e a galera que não gosta de ser contrariada estão me incomendando tanto, de repente eu sou xiita e não gosto de ser contrariada. Isto posto, aviso que darei um passinho pra trás pra tentar enxergar o que está acontecendo. Não vou deletar e nem privatizar nada, coisa de criança mimada sair batendo o pé porque foi desagradada.
Vou só sossegar meu faixo, rever minhas ideias e meus ideias...


Até lá....

quinta-feira, 7 de março de 2013

quarta-feira, 6 de março de 2013

Zzzzzzzzzzzzzz....

Estou numa preguiça de dar dó...perguiça das pessoas, no caso.
Escrevi um post sobre minhas opinões (veja bem MINHAS) e teve neguinho se doendo, deixei um comentário irônico no MenasMais e acharam que eu estava contra elas, aí entro no BBC e tem briga de PN x Pc...ainda...4 meses depois que todo mundo pariu.
Estou exausta, cansada, desanimada...
Não dá mais pra ter opinão, tem que concordar com todo mundo, tem que pensar igualzinho e mesmo quando pensa igual tem que deixar isso bem claro, porque se acharem que você pensa diferente galera vai te apedrejar igual. Tô pensando em deletar o outro blog...sério mesmo, e deixar esse como privado, desativar facebook e deletar a conta do BBC....
Preguiça mesmo dessa gente que não se dá o trabalho de sair da caixinha e perceber que o mundo é enorme e que cada pessoa pensa de um jeito, que ninguém...e eu disse NINGUÉM, vai pensar igualzinho a outra pessoa, sempre vai ter um ponto de discordância e que é isso que faz o mundo evoluir....

sexta-feira, 1 de março de 2013

Mais um post sem título

Algo ruim aconteceu, e foi culpa minha e só minha, mas ela não ia deixar passar batido...ela tinha que fazer ser sobre ela.
Então ela chegou chorando, reclamando, resmungando e e pedi pra parar, já estava com culpa suficiente, não precisava de mais. E ela começou a reclamar e a dizer que a pressão não baixa mais nem com remédio, que qualquer dia vai morrer e que eu a trato como inimiga, que como chocolate escondida, que não ofereci pizza...
Eu juro que não sei mais o que fazer...
Será que o erro é meu? Vou começar a agir como se o problema fosse eu, não me exaltar, não reclamar..."esforçar-me-ei"...
Afinal eu só posso fazer a minha parte...

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Decidi dar aos meus problemas o espaço que eles merecem, ou seja, chega de falar deles. Chega de dar espaço a eles!!!!
Agora eu só falo em solução, porque problema aparece mais que periguete durante o carnaval, eles surgem numa velocidade de assustar, ainda mais se a gente ficar falando e dando confiança...
Sem contar que reclamar alimenta a alma da galera que tá ali no cantinho torcendo pra me ver cair, e eu não tô querendo alimentar essa gente, assim como também não vou ficar alardeando minha alegria por aí, porque essas mesmas pessoas acabam tentando, frustradamente, acabar com ela e essa energia negativa acaba pesando nas costas.
E assim vou fazendo 2013...só fica pronto mesmo dia 31/12, e até lá eu vou fazendo um bom ano, de pouquinho em pouquinho...um ano melhor que 2012...e vou me fazendo também, vou me construindo, vou acertando, crescendo e evoluindo...

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Fechando Ciclos

Vez ou outra chegamos a um momento na vida que precisamos fechar um ciclo para abrir outro. Manter dois ciclos abertos nunca termina bem, porque acabamos não estando dentro de nenhum.
Eu cheguei nessa fase, na fase em que preciso fechar alguns ciclos para abrir um novo e seguir em frente e aí que começa meu problema, porque tenho tanta coisa mal resolvida nesses ciclos abertos, tantos relacionamentos falidos, falhados...tanta carga negativa presa a mim, e se eu não me livras delas fica difícil ser feliz. Porque é delas que vem a insegurança, a maldita insegurança que não me deixa em paz.
Preciso consertar o meu relacionamento com a minha mãe, que veio se desgatando com o tempo e é um conserto que vai ser difícil e doloroso, porque o relacionamento "quebrou" quando eu não correspondi as expectativas de ser uma extensão da vida dela e passei a viver a minha vida. Vai ser difícil consertar porque é ela quem te de perceber que somos 2 pessoas diferentes, mas eu decidi que vou tentar com mais afinco, afinal não posso seguir em frente e deixar um problemão desse tamanho pra trás.
Preciso resolver essa maldita insegurança que não me deixa confiar em ninguém, que me faz achar que qualquer indireta é pra mim (beijo pra Lud e pra Dani que são malucas igual a mim rsrs), que me faz ter medo de ser traída a todo momento, mesmo quando não há motivos pra desconfiar...e aí tem que ir longe, buscar entender o porque, onde começou...e só com terapia...muita terapia.
Preciso resolver os problemas de auto-estima que voltaram com força total junto com o corpo pós-parto e que me deixam sem vontade de me arrumar, porque não adianta. E aí é lembrar que eu não era assim, e que foi um relacionamento abusivo que assim me deixou...e nossa! Eu tenho tanta coisa pra resolver, pra fechar esse ciclo e poder finalmente abrir o outro....


(Originalmente esse post seria maior, mas na hora de escrever meus pensamentos fugiram)

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Freud, explica?

Essa noite fui acometida por sonhos dos mais esquisitos...
Sonhei que uma mulher era linchada até a morte por defender um caminhoneiro que conseguia fugir, e eu passando por ali ficava tentando descobrir o que o tal caminhoneiro tinha feito e quando chegava na casa da sogra estava rolando um pagode com vários famosos, onde o Belo se apresentava cantando uma música sobre um homem que queria ser pai, mas a mulher se recusava a engravidar pra não estragar o corpo. Ah e pra melhorar o quintal da sogra era o terraço da paróquia da minha mãe.
Aí eu acordei e depois dormi de novo (dificilmente eu durmo uma noite inteira, sempre tenho sono a prestação)  e agora o sonho envolvia eu ser sequestrada pelo meu namorado porque ele estava com ciúme de um primo da minha mãe que me dizia que eu estava com as tetas gigantes, ele me colocava aqueles Total Shape pra me dar choque, eu tinha que ler uma carta e fazer mimica pra um outro ele descobrir, ele tinha que acertar tudo antes de eu morrer de tanto tomar choque, tinha um urso falante do lado de foran assistindo a tudo e a Penny de The Big Bang Theory também estava sequestrada. Na plateia junto com o namorado que ia me salvar estavam o Leonard, a Amy e assistente do Sheldon que eu não consigo lembrar o nome.
"Você é maluca, Mariana." Pois bem...ainda falta coisa
Novamente acorda, vira pro lado, se estica e dorme de novo...
Dessa vez minha casa é atacada por um gafanhoto-barata-mutante e um escorpião gigante que eu mato na vassarouda e aí doida de raiva subo o morro da Mangueira e contrato a Gracyanne Barbosa pra matar a Viviane Araújo.
Aí quando eu estou descendo o morro a Angelina Jolie (que depois virava a Malu Mader) me dizia pra eu me preparar porque eram 2...e aí eu acordei!
E agora me digam...cade psicanalista pra me dizer o que cargas d'água se passa no meu subconsciente?


That's All Folks
(P.S Ganhei uma Tag da Carlah, mas vou pedir licença e postar lá no outro pra poder Taguiar outras pessoas.)

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

As vezes eu ainda me supreendo com as pessoas, essa semana mesmo me peguei sendo surpreendida duas vez. Uma pro bem e outra estava mais pra decepção do que surpresa...
E olha que pra decepcionar a mim, a pessoa tem que ser escrota ao cubo, porque eu estou sempre esperando o pior de todo mundo. Depois de várias rasteiras eu aprendi a nunca criar grandes expectativas e mesmo assim...consegui me decepcionar.
Ainda bem que o universo é gente boa, e no mesmo dia que veio a decepção veio a surpresa e assim eu consegui encontrar um equilíbrio...sempre vai ter gente escrota e sempre vai ter gente boa...o importante é escolher quem queremos do nosso lado.
Eu escolho só gente boa, e se uma dessas "gente boa" não me achar tão gente boa assim..bom, então é vida que segue.
A vida é tão curta pra mendigar amizade, amor, carinho e atenção...
Eu quero é ser feliz!!!!! E tento fazer quem está a minha volta feliz também...
E a gente vai seguindo assim....
A vida é muito curta...

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Puta que pariu!
Cansei! Cansei! Cansei!
E ou eu já morri e estou presa no purgátorio pagando todos os meus pecados ou é uma espécie de maldição que me prende nessa porra dessa casa!
Eu quero ir embora daqui, estou num estágio que prefiro morrer a ficar aqui mais 15 segundos...
A meia vida que eu levo já me cansou, me sinto uma intrusa...é o dia todo ouvindo reclamações e ofensas, só pausa quando chega alguém...aí eu que já estou no meu limite e não nasci pra fazer teatro é que saio como a vilã!
Eu quero ir embora, quero sumir...quero ir pra longe....
Pra mim já deu!

Ignorância não tem cor

Prometi a mim mesma que cada blog terá pelo menos um post por semana, ou seja, vou ter que rebolar pra postar hoje.
Eu poderia falar da minha vontade gritante de sair de casa, podia falar do apocalipse que começou lá pelas bandas da Rússia (não tá sabendo?clica aqui), poderia falar que estou nega vermelha depois de ter passado o dia na praia sem nenhum tipo de proteção, poderia até reciclar o post de carnaval do outro blog, mas aí passendo em um blog que amooo vi uma analogia tão estúpida que vou ter que falar dela.
No blog falam que o principal candidato a ser o novo Papa, o ugandense Peter Turkson, é a favor da pena de morte aos gays. Só de pensar que um ser com a mentalidade assim pode se transformar no líder da maior religião do mundo dá um pouco de medo de reproduzir porque pra onde estamos indo? Bem, aí que o bicho pegou porque o autor do blog diz que como Peter é negro e negros sofrem preconceito ele não pode ser homofóbico...oi?
Deixa eu explicar uma coisa, o negro sofre muito preconceito sim...e eu sei bem do que estou falando, assim como o homossexual, o nordestino, o pobre, a mãe solteira...e essas pessoas não devem ter preconceito contra outras, assim como um homem branco hetero não pode ter preconceito...preconceito é estupidez venha de onde vier e essa analogia de que o negro não pode ter preconceito porque sofre muito preconceito é de uma estupidez do capeta.
Vamos fazer assim, um exemplo simples:
-João é branco, classe média baixa, e heterossexual.
-Luís é negro, classe média alta e heterossexual.
-Paulo é branco, classe média e homossexual.

João pode ser racista E homofóbico sem problemas porque não se encaixa nas minorias, mas o Luís não pode ser homofóbico porque é negro e negro tem que ser tolerante, o Paulo também não pode ser racista porque é gay e gay também tem que tolerante.

Entenderam a bizarrice dessa lógica?
Se o tal candidato a papa fosse branco, ele seria tão criticado quando o Peter Turkson, mas ninguém diria que ele não pode ser "homofóbico porque é branco", ele só não poderia ser homofóbico porque homofobia é algo ridículo...só isso. Usar a cor da pele do cara pra justificar que ele não pode ser homofóbico é ridículo e desnecessário!
Homofobia, racismo e qualquer tipo de preconceito é burrice, é generalizar todo um grupo por uma ideia que foi formada apenas na sua cabeça. O tal Turkson é um babaca, apenas...negro, branco, asiático, católico, espírita, protestante...qualquer pessoa que julgue que a outra merece a morte por gostar de pessoas do mesmo sexo é estúpida e só!
Então sigamos sem essa ideia de que quem sofre preconceito não pode ser preconceituoso. NINGUÉM PODE SER PRECONCEITUOSO e pronto.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Musicais

Eu sempre fui apaixonada por musicais, desde animações da Disney até as adaptações da Broadway. Quando criança eu tinha paixão pela Mary Poppins, depois já maiorizinha no canal 605 da Directv a programação por um mês inteiro foi Cats e eu assisti várias vezes. Minha vida seria muito mais legal se quando eu tivesse triste alguém começasse a tocar piano, eu cantarolasse meus problemas e as pessoas fizem o backing vocal (viajei?) . Enfim, enquanto o Rio de Janeiro inteiro está no clima do Baticundum eu estou aqui ouvindo Soundtracks de musicais e decidi dar aquela partilhada com vocês.

Slipping Through My Finger - Mamma Mia

Sempre que vejo essa cena quase choro, certeza que se eu fosse mãe de uma menina sairia do quase. É tão perfeitinho como a letra casa com a cena, e é tão emocianante ver a mãe vendo o bebê dela indo casar, lindo de mais.


Popular - Wicked

Eu ia colocar For Good porque é tão bonitinha, mas não resisto a Popular.


Touch-a Touch-a Touch Me - Rocky Horror Picture Show

 

Esse filme é o máximo, e eu amo basicamente todas as músicas...

Rum Tum Tugger - Cats
Se você assistir o vídeo verá que comentários são desnecessários.

All I Ask For You - O Fantásma da Ópera

  
Acho o filme uma bosta, mas a música bonitinha.

Don't Rain on My Parade - Funny Girl

                                       
Confesso que conheci essa música depois de Glee e prefiro a versão da Lea Michele, mas como estou postando músicais vou postar a original mesmo.

Out Tonight - Rent

                                          
 
Por mim eu postava todas as músicas de RENT aqui. Adoooooro! Mas, como foi uma música por musical escolhi a que solta mais a minha franga.


Acho que é isso...vou continuar aqui ouvindo minhas músicas e curtindo a casa vazia.

Não pretendo voltar aqui antes de quinta-feira. Passarei só no outro pra ir fazendo a brincadeira das 30 Coisas.
Bom carnaval, divirtam-se, se beber não dirija, se rolar um ala la ô use camisinha!


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Whatta Day

Mas que dia!
Ainda faltam algumas horas pra ele acabar e eu fico aqui na torcida esperando que nada de pior me aconteça.
Acordei com o despertador, voltei pra cama por 10 minutos, levantei de novo, tomei banho, vesti a camisola de novo e voltei pra cama, namorado me acordou, me arrumei, tomei café e...voltei pra cama. Estava com sono, queria só dormir e foi o que eu fiz. Enquanto deitada eu ouvi a voz do meu pai, ouvi a voz das crianças, mas eles não estavam aqui.
Decidi que não ia pra faculdade hoje, estava cansada, com preguiça, estava chovendo e as chances de falarem qualquer coisa que não fosse o programa do semestre eram mais ou menos 0,25% então o melhor é me aboletar na cama e curtir os últimos dias de paz antes da tempestade.
Quando namorado estava pra sair, levantei e fui ao correio, pois precisava enviar a última encomenda (que como foi a única por SEDEX deve chegar antes de todas as outras) e quando cheguei lá a mulher me avisa que a caixa é pequena e tenho que comprar uma caixa maior ou enfiar a caixa num envelope.

Okay...respira, conta até 10 e volta pra casa pra pegar um envelope.Vai em casa, pega o envelope, passa as coisas da caixa pro envelope, cogita ir a Copacabana ver a Franciane, lembra que tá com preguiça de ali no Correio, abre o Facebook...arruma um aborrecimento do tamanho de um bonde, chora, fica tentando entender o que aconteceu.

E hora de voltar no Correio com os olhos vermelhos e a cabeça meio zonza tendo a certeza de que haviam acabado os problemas. Mas, a vida é uma caixinha de surpresa e óbvio que quando cheguei minha mamãe querida queria que eu fosse na vizinha pegar um presente que ela ganhou e é claro que quando eu disse que não iria, veio um novo stress e aquele papipnho de que "eu não presto pra nada" e bla bla bla...e lá vou eu chorar mais um cadinho, é irresponsável primeiro e imprestável segundo...elogio que é bom nunca, mas tudo bem. Aí pra coroar o dia, hoje é aniversário da minha tia e minha mãe foi pra lá almoçar com ela, e como eu que fiz aniversário há exatos 15 dias e nãor recebi nenhuma ligação, não quis ir ainda saí como a vilã da história, a antipática que não liga pra família e bla bla bla.
Eu estou meio cansada da vida no modo hard, tô precisando de um break, nem que seja de uma semaninha vivendo no modo Easy ou eu vou perder as forças, porque a vontade eu já perdi faz tempo.


That's All Folks

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Falando sobre comentários

Ontem isso foi até assunto na faculdade, na comunicação escrita existe um grande problema de interpretação. Nem sempre quem lê, consegue entender a intenção de quem escreveu. Então um comentário inocente feito por um, pode soar extramemtente ofensivo pro outro.
Eu, apesar de ser blogueira há anos nunca fui muito de comentar em outros blogs, até começar a acompanhar as meninas do BBC, então nunca havia enfretado problemas com isso...
Veja bem, fui bem criada e aprendi que meu espaço acaba quando começa o do outro. Eu tenho as minhas opiniões e vocês tem a de vocês, eu sou hiper a favor do Parto Normal, de amamentação exclusiva, de morar junto sem casar, de criarem um modo de ganhar dinheiro jogando video game, enfim...eu não vou entrar num blog desses e comentar numa postagem onde a mãe conta toda feliz que agendeu a cesárea e comentar "PN é mas, cesárea é menas" (se você não entendeu a referência, não corrija meu portugês) ou nada desse tipo.
Desde que perdi meu filho, fico muito cabreira de comentar em blogs de mamães...comento muito mais nos das tentantes, a prova disso é que a Lud até achou que eu não estava mais indo lá. Eu vou, só não comento porque morro de medo de algum comentário sair mal interpretado, enfim...
Isto posto, caso eu siga seu blog e não comente ou pare de comentar entenda que foi porque meu medo de ser mal interpretada se provou fundamentado. Como a vida está corrida (faculdade de manhã e a noite e casa pra cuidar a tarde) acabo não tendo tempo de pensar 2 vezes antes de comentar, falo o que me vem na lata e aí não dá pra raciocinar todas as possíveis interpretações.

E vida que segue, né?

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Festa: Surpresa

Ontem fui presenteada com a melhor festa supresa de todos os tempos, afinal só me avisaram que a festa era pra mim depois que a mesma havia acabado e o último convidado estava para ir embora, juro.
Acontece que a história começou com minha mãe dizendo que a comadre dela viria aqui trazer um pc pro Valber formatar e pra ver o catálogo da loja, depois disso viriam mais 2 amigas delas e me sugeriu que convidasse a Liz, era só pra beber, falar besteira e vender minhas coisas, rolaria um churrasco de sobra do Reveillon e só. Okay...
Bom, as mulheres foram chegando com maridos e filhos, e tinha muita cerveja e refrigerante e bla bla bla...eu fiquei dentro com a Liz, a Carol, a Rose e o namorado, que estava passando mal, e do lado de fora estavam meus pais e os amigos. Pra mim funcionou bem, aqui dentro a gente falava as nossas besteiras e lá fora eles falavam as deles. No final da festa meu pai me chamou e disse que eu não tive a menor consideração com os amigos deles e que todo mundo veio aqui em casa por minha causa e opa, pera...como assim? Era festa pra mim? Pois é era...mas minha mãe decidiu que ia fazer supresa e a surpresa foi tão boa que só me contaram no final da festa E em tom de bronca.
Fiquei ultra chateada, queria chorar e tudo, mas não ia me abater afinal eu não tive culpa de nada.
Quando entrei ainda ouvi meu pai dizendo que teria uma conversa muito séria comigo e minha mãe dizendo que não ia dar porque eu estou estranha e que ia me trancar no quarto e dormir, engoli a seco e apesar de ter de acordar bem cedo hoje para ir a faculdade fiquei acordada até acabar o BBB. Antes do meu pai ir dormir, minha mãe ainda o instigou a me chamar para conversar, mas ele se recusou, também não falou comigo, nem pra dar boa noite. Quer dizer...saí como antipática porque não participei de uma festa que nunca me disseram que era minha.
Foi ou não a melhor festa surpresa de todas?

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Faz de Conta

Amanhã estaremos diante amigas, minhas e dela. Aí a gente assume personagens, ela é a mãe legalzona e eu a filha amiguinha. Enquanto estivermos perante às visitas não existe problema, é tudo lindo, tudo Disney....claro que uma rusga ou outra vai aparecer, não dá pra esconder todos os problemas debaixo de falsos sorrisos. Não dá e eu não quero! Chega dessa meia vida, de não olhar na minha cara pra me fazer sentir culpada por estar seguindo minha vida num dia e posar de super mãe que super apoia no outro. Não quero ser feliz de mentirinha, não quero fazer de conta que está tudo bem. Quero ser feliz de verdade. Quero sair de casa, seguir meu caminho em paz...com meu coração e minha mente em paz,  caso contrário capaz dessa meia vida me seguir pra sempre.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

#mimimi de TPM

Estou num momento paradoxo, a proximidade do final da cartela de AC e da chegada da monstra com certeza são os culpados, a maldita TPM tá aí...o pior é que apesar de ter ficado meses sem a monstra, nunca fiquei sem TPM já que durante a gravidez você está constantemente de TPM. Ando triste, cansada, chorosa e principalmente me sinto muito sozinha.
Veja bem, é uma solidão seletiva. Me sinto sozinha de amor, sabe? Namorado tem chegado tarde, ok apenas 20 minutos mais tarde que o habitual, mas mesmo assim, aí se agarra no tablet...e durante o dia é difícil conversar, afinal ele tá no trabalho. Hoje mesmo ele disse que ia desligar rapidinho fazem duas horas e até agora nada...e eu fico assim, me sentindo só...
Aí se penso em reclamar, tenho medo de ser taxada de chata...
A única coisa boa que a monstra tem é que a TPM vai embora.....

Eu queria ter na vida, simplesmente...


É isso...só isso.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Pedido

Eu poderia estar roubando, eu poderia estar matando, mas eu estou aqui pedindo que você acesse esse link e curta a foto do Arthur Henrique, filho da Eliete, e o ajude a ganhar um book fotográfico. Desde já eu os agradeço.

(Tinha um erro de gramática grotesco, que vergonha) 

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

A Loja

A Letícia me pediu pra explicar sobre a loja e gente...eu só falei dela aqui quando ainda estava em processo de criação, como pode?

Eu agora trabalho com venda de produtos eróticos, sex shop. A loja é minha (obrigada Papai do Céu) e eu vendo em domícilo e pras amiguinhas de fora do Rio envio pelo correio. Confesso que não imaginei que você tão trabalhoso quando decidi começar a trabalhar com isso, mas estudando de manhã e a noite eu preciso de algo com horários mais flexíveis para ganhar dinheiro e nisso a loja é perfeita.
Ainda estamos muito novinhas, ela começou a funcionar oficialmente há uma semana, vou criar blog e acabei de criar uma página no Facebook pra ajudar a divulgação e logo logo, aceitarei cartão de crédito....
Acho que é isso.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Mortinha de Orleans Bragança e Bourbon

Porque estar "Mortinha da Silva" é coisa de pobre
 Pense numa neguinha cansada...De madrugada um carro bateu no poste aqui a portão e explodiu o transformador, pense num barulhão e num susto. Daí pra não dormir mais foi um pulo e depois disso eu não parei. Fui ao banco e perdi hoooooooooooooras sendo presenteada com o melhor da burocracia, fiz as minhas encomendas, lavei uma pilha de roupas e tirei um monte de caca do quintal, os cachorros estavam especialmente inspirados hoje....por Deus, acabei não conseguindo ir na esquadria ver o preço da porta e das janelas ... Agora minhas costas doem e eu sinto que não dei 100% de mim e olha...tô preocupada em como vai ser a partir de semana que vem, sem máquina de lavar, estudando de manhã e a noite....que Deus me ajude.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Prêmio Liebster

Olha que legal...ganhei o prêmio Liebster da Lud no Uma Baita Viagem e da Larissa aqui...sou uma mujer duplamente premiada.




O que é o Prêmio Liebster? 

O Prémio Liebster é um prêmio destinado a blogs com menos de 200 seguidores e pretende premiar a amabilidade, gentiliza, beleza, simpatia do blog (e blogueir@) bem como dar-lhe as boas vindas. As regras deste prémio ditam que responda a 11 perguntas colocadas por quem me presenteou, escolha novas 11 blogueiras e faça novas 11 perguntas. Ajudando assim na divulgação de quem me presenteou e de quem vou presentear. Vamos?


1. Qual seu maior sonho e por quê?
Me formar, porque tudo que sempre sonhei ser como profissional só será possível com o diploma e meu CRP.  Aí vou poder abrir meu consultório, me especializar em Psicologia Infantil, fazer meu mestrado...

2. Se pudesse fazer uma coisa impossível, o que faria?
Traria meu filho de volta.

3. O que mais te faz feliz?  
Eu gosto das felicidades do pequeno momento, o que mais me faz feliz são surpresas agradáveis.

4. Qual o pior dia da sua vida? 
Dia 16 de outubro de 2012, quando o coração do meu filho parou de bater durante o trabalho de parto.

5. Uma luta que você nunca vai deixar
Não sou se abraçar causas, mas se tem algo que eu defendo hoje e acho que defenderei sempre é o direito a igualdade. Homem, mulher, homossexual, heterossexual, branco, negro, índio, pobre, rico...tudo gente, tudo merecedor do mesmo tratamento.

6. 3 pessoas que você ama acima de tudo.
Meu pai, minha mãe e minha Jaja.

7. Qual a importância do seu blog na sua vida?
Esse blog e eu temos é história, é pra cá que eu corro quando me sinto sozinha, sem ele provavelmente eu teria ficado louca, ele foi de extrema importância nos momentos em que eu cheguei perto de desistir de tudo.

8. Qual foi a maior alegria da sua vida até hoje?
A maior? Putz...nesses meus 25 anos de vida já tive tantas grandes alegrias, mas ao mesmo tempo não tive nada de extremamente fantástico por isso acho que  não consigo escoher uma só.

9. 3 palavras que definam você
Determina, teimosa e desconfiada

10. Do que as pessoas hoje em dia mais precisam em questão mental e sentimentalista?
Seja mental ou sentimentalmente acho que as pessoas precisam de noção que aqui é passageiro e que todo mundo vai ter o mesmo fim, mas especificamente no quesito sentimental o mundo precisa de mais compaixão, se por no lugar do outro...

11. O que você mudaria hoje na sua vida?
Eu já seria formada, se pudesse mudar tudo voltaria a 2004 e entraria na faculdade de Psicologia logo depois de terminar o colégio. 




Não vou passar o selo pra ninguém nem fazer perguntas aqui, porque já fiz aqui.

Chakras

Minha fé é baseada em acreditar, apenas. Mas, sou completamente ciente de que existem religiões e crenças em que as pessoas são ensinadas a acreditas apenas naqueles dogmas, então caso minha postagem lhe ofenda ou agrida a sua religião, peço desculpas e lhe convido a voltar num outro post.


Ontem a noite depois de sermos consumidos por uma insônia lazarente, fomos fazer um teste de Chakra para ver como estava nosso equilíbrio, eu gostei tanto do negócio que decidi refazer o teste e postar o resultado para vocês.



Raiz (Sob-Ativo)

Se você tender a ser medroso ou nervoso, seu Chakra da Raiz é provavelmente sob-ativo. Você não se sentiria facilmente bem-vindo.

Sacral (Sobre-Ativo)
Se este chakra for sobre-ativo, você tende a ser emocional toda a hora. Você se sentirá emocionalmente unido às pessoas e você pode ser muito sexualmente ativo. (Ui!)

Umbigo (Aberto)
O Chakra Umbigo é sobre afirmar-se em um grupo. Quando está aberto, você se sente no controle e você tem suficiente auto-estima. (Achei esse meio furado, sou até boa em grupo, mas a auto-estima tá passando longe de ser suficiente)

Coração (Sob-Ativo)
Quando seu Chakra do Coração é sob-ativo, você é frio e distante.

Garganta (Sobre-Ativo)
Se este chakra for sobre-ativo, você tende a falar demasiadamente, geralmente domina as pessoas e as mantêm em distância. Você é um mau ouvinte se este for o caso. (Eu até falo de mais mesmo, mas não me considero má ouvinte)

Terceiro Olho (Aberto)
O Chakra do Terceiro Olho é sobre a introspecção e o visualisação. Quando está aberto, você tem uma boa intuição. Você tende a fantasiar.

Coroa (Sob Ativo)
Se for sob-ativo, você não está muito ciente da espiritualidade. Você provavelmente, é completamente rígido em seu pensar.


Então é isso, eu achei o teste legalzinho. Tirando a auto-estima e o fato de ser uma má ouvinte o resto até que teve seu fundinho de verdade. Óbvio que tudo pode não passar de uma gigantesca coincidência, mas que graça a vida da gente tem se formos pessoas 100% racionais o tempo inteiro. Se quiser testar também, só clicar aqui.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Mais do Mesmo

Ontem me peguei exausta com o exercício de repetição que tem sido minha vida, uma rotina daquelas beeem rotineiras mesmo. Passo o dia com o e-mail do yahoo aberto, recebendo e-mails de grupos de emprego, mando uma média de 6 currículos ao dia, faço no máximo 2 entrevistas por semana e não consigo emprego nenhum.
Na sexta a tarde recebi uma ligação me convidando para uma entrevista no Centro do Rio na segunda às 8 da manhã e me animo, afinal poderia ser um presentão de aniversário e lá vou eu. Acordo cedíssimo na segunda, mesmo depois de ter ido dormir ultra tarde no domingo, nem o sol levantou ainda. Tomo banho, café da manhã, me arrumo, dou um beijo no namorado que ainda dorme e lá vou eu. Metrô lotado, mas vou no vagão das mulheres pra não ter que passar a viagem me desviando de homem tarado. Cheguei no Centro cedo de mais e fiquei fazendo hora na estação do metrô e perto da hora combinada lá fui, tentando não deixar o desânimo me dominar, afinal é sempre mais do mesmo...fiquei na recepção das 7:40 h até as 9:25h apesar de ter sido agendada às 8h. Após a entrevista recebo um obrigada por ter vindo, vou passar o resultado para a supervisão e te ligo, ou seja, não passei. Já trabalhei em RH, já conheço as desculpas...e aí é voltar pra casa e mandar mais currículo e ser chamada pra mais entrevistas e ficar presa nisso pra sempre...e eu cansei, cansei mesmo...
E aí por providência divina ou sacanagem do destino, as matérias que preciso fazer na faculdade pra não ficar muito atrasada são todas no mesmo horário, vou precisar escolher só 3...e fazer o resto on line...ah não, isso não. Atrasar MAIS minha formatura não, se fosse por um motivo nobre tudo bem, mas porque as matérias caíram nos mesmos horários? Ah não...então começa o impasse...estuda de manhã e a noite e não se atrasa ou estuda só a noite e continua presa no mais do mesmo atrás de emprego.
A cabeça gira, roda, dá enjoo..afinal eu estou me mudano pra minha casa, vou casar...e dinheiro vai ser muito bem vindo, será que a loja vai dar conta? E se não der? Mais dor de cabeça, tontura e vontade de vomitar...oh vida difícil...e eu choro, choro mesmo, minha cabeça tá rodando e eu tô me sentindo mal, namorado precisa de ajuda financeira. Mas, meu namorado merece uma medalha e tem paciência e é um amor e merece uma medalha mesmo e me diz que é pra eu estudar que a gente segura as pontas, e no final das contas não tenho escolha, porque pra ter conforto na vida vou ter que me formar...então a prioriadade tem que ser a faculdade, afinal, meu pai paga caro, ele merece esse diploma mais do que eu, atrasar mais a formatura está fora de cogitação. E agora é contar que a loja dê certo...e que nós consigamos segurar as pontas até junho com esse dinheiro.

E que Deus me ajude!!!!

sábado, 19 de janeiro de 2013

Cariocas não gostam de dia nublado

(Se você acompanha os dois blogs peço desculpa pela repetição do post, mas quanto mais gente ler, melhor)

O fato de cariocas não gostarem de dia nublado em nada tem haver com praia, carioca não gosta de dia nublado porque em dia de chuva a cidade se tranfosma num caos completo, as ruas alagam, rios transbordam, o trânsito fica uma bosta, e a chance de luz e telefone pararem de funcionar é gigante.
No dia 17/01, última quarta-feira, choveu muito no Rio de Janeiro e meu bairro foi um dos mais castigados (aqui vocês veem a estação de trem). Minha rua alaga e alaga MUITO, mas não entra na minha casa, pois como a rua sempre encheu existem várias armadilhas anti-enchente. Na tempestade bizarra do dia 17 a rua alagou muito, a água chegou fácil a um metro de altura. Assim sendo não passavam nem carros e nem ônibus. Por voltas das 23h, com a rua cheia o motorista do ônibus 355 de número B77560 da empresa Madureira Candelária, decidiu que 1 metro de água era pouco e decidiu passar e não só decidiu passar, como decidiu passar em alta velocidade. O movimento do ônibus causou ondas, a pressão da água quebrou 3 portões e passou por cima de um muro alagando uma casa, um dos portões quebrados foi o da minha casa.
Um morador, que teve seu portão quebrado saiu de casa e foi confrontar o motorista do ônibus 355 de número B77560 da empresa Madureira Candelária, sobre o prejuízo causado por sua teimosia e ignorância, já que o ônibus não consegueria, e não conseguiu, passar e teve como resposta a frase: "Vocês tem mais é que se fuder mesmo", veja bem, o cara bancou o MacGyver tentando passar por uma enchente com um ônibus, quebrou 3 portões e alagou uma casa e ao invés de pedir desculpas disse que os moradores tinham mais é que se fuder mesmo. Depois disso continou batendo boca com um morador, que havia tido seu portão quebrado, xingou e ofendeu os moradores e só se calou quando alguém sacou uma câmera digital e tirou fotos dele, aí ele se escondeu, se calou e depois deu ré saindo da áera alagada.
Esse motorista do ônibus 355 de número B77560 da empresa Madureira Candelária foi denunciado por mim e pelos vizinhos, mas eu acho pouco...acho mesmo. Ele causou um dano facilmente evitável, bastava ele não ser ignorante a ponto de tentar passar por uma rua com água á 1 metro de altura e mesmo se a ignorância não o permitisse raciocinar, o moço poderia ter enfiado o rabinho entre as pernas e pedido desculpas, ao invés de xingar moradores preocupados num momento de fragilidade.
A mim resta torcer para que criem pílulas de cura contra ignorância, que a gente ache alguém que cobre barato pra consertar o portão e que os cachorros não fujam pelo buraco.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Hotel California

Eu quero limpar minha casa, esvaziá-la e deixá-la limpa, pronta e cheirosa para os móveis e minha mudança, mas não posso fazer sozinha já que tudo que está dentro da casa é da minha mãe. Fazem quase 2 meses que eu estou pedindo que ela me ajude, primeiro a desculpa era esperar as crianças entrarem de férias, depois esperar minha tia entrar de férias, tudo isso aconteceu já e ela continua dizendo que "depois" e eu vou me sentindo presa aqui, amarrada, como se não tivesse como sair.

 "You can't check out anytime you like, but you can never leave." É isso que eu sinto, que eu estou presa aqui, as vezes queria alugar algum lugar, na verdade essa ideia não sai da minha mente, arrumar um emprego e alugar nem que seja uma kitnet, longe daqui, pra fugir mesmo. Tenho medo dessa prisão atrapalhar meu relacionamento...e não adianta falar, pedir, conversar, sempre vai ser "depois" e não adianta ir lá e arrumar sozinha porque posso acabar jogando as coisas dela fora e isso me renderia muito mais dor de cabeça...
foda difícil!

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Tá tenso

Esse post está pronto desde a madrugada enquanto eu estava sentada na sala escura.
Tudo começou quando eu percebi que PRECISO voltar pra terapia.
Minha mãe e eu vivemos um relacionamento abusivo, desde que eu era criança. A coisa funciona assim:

1º Tudo dela é melhor, eu sou feia, meu nariz é estranho, meu pé é enorme (nós calçamos igual). E isso afetou muito minha auto-estima, foram precisos 2 anos de terapia para que eu entendesse que o problema é ela e não eu. Eu sou linda do meu jeito e me achar inferior ao mundo porque minha mãe me fez acreditar nisso é muito errado.
2º Assim como "uns e outros" ela vive na Disney e por mais e estejamos cheios de problemas NINGUÉM pode saber, absolutamente NINGUÉM.
3º Ela NUNCA está errada, NUNCA! E se ela percebe que está mesmo errada ela vira o jogo com uma chantagem emocional surreal e me faz sentir culpada por estar certa.
4º Ela me vê como propriedade dela, não tenho direito a ter opinião contraria a dela, ou eu viro a vilã da história.

A coisa chegou ao limite nos últimos dias, quando por um capricho do Universo tivemos problemas com as companhia de telefone e luz e eu quem tive de resolver tudo sozinha. Sempre que eu reclamava que minha mãe simplesmente ficava sentadinha esperando eu resolver tudo ela arrumava um jeito de me fazer sentir culpada. Hoje o cúmulo foi ela responder o meu comentário que estava cansada de fazer tudo sozinha dizendo que eu a havia ofendido dizendo que a unha dela estava feia. Cês tem noção?
Explicando: Ontem estava chuvendo e a gente sem luz, eu no telefone com a companhia de energia e minha mãe se arruma e vai fazer as unhas. O fiscal da companhia de luz vem aqui em casa, tira foto do relógio de luz e vai embora SEM LIGAR o mesmo e eu ligo pra ela, ela atende e fala de um modo aéreo pra ninguém no salão saber que ela está sem luz, afinal na Disney não falta luz. Aí quando ela volta e me mostra eu digo que achei feia, que parece unha de p%$a (unha de oncinha pra mim é muito brega e como eu estava com muita raiva falei mesmo). 
Eu digo que estou cansada de resolver todos os problemas sozinhas e ela diz que ficou ofendida porque falei mal da unha dela.

E isso foi só ontem e hoje. Eu tenho muito mais pra falar, mas como a Mi disse no Facebook "é mãe, né?" e eu não quero pintá-la de vilã, porque ela não faz por mau, ela só acha que isso tá certo, ela é minha mãe e pronto ela tem direito de realizar todo esse controle piscologico em mim. Eu tentei levá-la pra terapia, terapia de família, sacas? Mas ela se recusou e se sentiu ofendida, jogou na minha cara por meses que eu a achava maluca e bla bla bla.

Há quase 3 anos atrás eu já tinha falado disso. E a coisa continua quase igual, ela frustrada por não ter conseguido fazer de mim uma extensão dela  e eu lutando pra me libertar disso a cada dia, naquela época eu achava que tinha que ser assim e pronto, agora eu sei que tá errado, o certo era a gente aceitar as diferenças e viver bem, talvez depois que eu me mudar a gente chegue nesse ponto...talvez.
Estou encarando o pc há algumas horas escolhendo as palavras certas para o próximo post. Ele está prontinho na minha cabeça, mas tá complicado passá-lo para o blog sem parecer mimada, mal agradecida ou coisa do tipo. Tá tenso...

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

100% de apoio, só que não

Lembram que disse que mamãe e namorado estavam me apoiando 100% na abertura da minha loja? É exatamente isso, só que não. Namorado tá sim, mas minha mãe...ah minha mãe. Agora ela decidiu que eu tenho que arrumar um estágio em RH, sim em RH...daí fui chamada pra uma entrevista num bairro "próximo" num lugar onde não tem condução, não tem...eu teria que pegar o trem até São Cristovão e lá mudar de ramal e pegar um até o Méier e depois andar uns 5 minutos, mas pra minha mãe essa é a oportunidade da minha vida e eu tenho que ficar lá até conseguir passar num concurso público...porque é isso que eu tenho de fazer, passar num concurso público e me formar e casar na igreja e só aí pensar em ter mais filhos. Porque foi isso que ela fez, só que não.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Eu, o Facebook e o Arrependimento pt 2

Voltar ao Facebook definitivamente não foi a decisão mais sensata da minha vida, não foi mesmo, assim que eu percebi isso tomei uma decisão levemente mais sensata, mas mesmo assim a coisa não tá fluindo. A prova foi o diálogo que rolou ontem no meu mural:

Ser Humano: Me conta quem é bofe?
Eu: Que bofe? (Eu realmente não havia entendido a pergunta dela.)
SH: namorando serio oras (Aí eu fiquei confusa, será que ela sabia quem era eu ou estava confundindo com outra Mariana)
Eu: O mesmo de antes, pai do meu filho e tals...lembra? rsrs (Fiz o máximo possível para não ser estúpida, afinal SE eu tivesse terminado com o Valber, ela achava que menos de 3 meses depois de perder meu filho eu teria arrumado outro namorado? Sério?)
SH:  é serio agr e d novo? rs
(Uma pausa aqui. Nesse momento eu já estava cuspindo fogo. Como assim de novo? Como assim "É sério agora?" É porque antes não tinha mudado o relacionamento no Facebook? Só é sério quando você muda o relacionamento no Facebook? Pra mim estar junto, dando apoio e fazendo planos pro futuro era sério o suficiente, mas acho que não, né? E de onde ela tirou essa porra porcaria desse de novo?
Eu: Não é de novo, é ainda..


Depois disso a conversa morreu, claro (e eu já apaguei esse trecho então nem adianta ir fuxicar hihihi). Eu realmente reclamei muito no começo da gravidez  de achá-lo frio comigo e por conta dos hormônios em festa me sentia muito insegura de achar que ele só estava comigo porque se achava na obrigação de me assumir. Tá tudo isso aqui no blog e algumas pessoas ouviram muitas reclamações minhas, mas eu nunca terminei e dificilmente iria terminar de verdade, mas enfim...fiquei muita chateada de verdade, ainda mais por essa ter sido uma pessoa que eu considerei o suficiente para adicionar no perfil novo. A vida era melhor quando eu só falava com quem me procurava por outros meios...era bem mais fácil.