Páginas

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Reflexão

Ontem eu recebi 3 visitas, dessas 3 duas eu nunca imaginei que receberia na minha casa de novo algum dia...por erro meu mesmo.
Eu errei e MUITO com uma delas, e a outra se afastou porque eu mereci mesmo...fiquei muito só nessa época, porque elas eram minhas melhores amigas, precisei replanejar minha vida, e eu só tinha 14 anos...com 14 anos tudo é tão eterno, tão intenso, tão importante....eu nunca contei pra ninguém o que aconteceu na época e ainda não tenho coragem de contar...morro de vergonha de ter aberto mão de amizades tão boas, por um erro tão bobo. Mas, eu tinha 14 anos na época...
Ontem as recebi aqui, e tirando o fato de estarmos todas visivelmente mais velhas, casadas (ou amigadas) o resto me pareceu igualzinho...óbvio que elas não sabem nada da minha vida, e eu nada da vida delas sei, mas durante as 3 horas que passamos conversando nada disso me importou ou me veio a mente. Houveram diversos momentos em que me senti desconfortável, mas não por não vê-las há quase 10 anos e sim por perguntas e comentários inconvenientes relacionados a perda do Igor...As duas que eu jamais imaginei que receberia de novo na minha casa continuam amigas desde então, mas isso não me causou inveja ou nada nem ao menos perto disso...
Quando elas foram embora, eu estava feliz...como se um peso que eu carregasse há anos tivesse me sido tirado do peito, fui perdoada...ainda não me perdoei, mas isso faz parte do processo aos pouquinhos eu chego lá...
Mas, por que essa reflexão?  Porque eu sinto que não terei jamais amizades assim, nas quais eu posso confiar de olhos fechados, que estão sempre ali...que secam as lágrimas e riem junto.
Não quero ser injusta, ano passado muito gente estava secando minhas lágrimas, gente que eu nunca nem vi de perto (ou só fui ver tempos depois), mas é diferente....me parece diferente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário