Páginas

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

101 em 1001 - 30. Ler 30 livros (7/30)

6. 50 Tons de Liberdade
Oh céus!!!!
Fiquei sem fôlego nesse livro.Não é tão apaixonante quanto o primeiro, mas é melhor que o segundo. Só achei o final meio piegas e preferia que algumas coisas só viessem no epílogo. 

7. A Culpa é das Estrelas
Um livro fácil, gostoso, engraçado e triste ao mesmo tempo. Me encantei com a Hazel, com o Gus e fiquei doida pra ler Uma Aflição Imperial. Chorei no fim...

domingo, 28 de dezembro de 2014

Por que você está assim?

Talvez seja a proximidade com meu 27o aniversário ou com o fim de mais um ano, coisas essas que servem pra mostrar que nosso tempo aqui é finito e passa rápido. Talvez seja o fim de semana enfiada em casa que me deixa entediada, ou a dor nas costas (e agora pressão alta) do meu pai, que me deixa preocupada. Talvez seja a constatação de que melhores amigos viram conhecidos apenas...ou a combinação de tudo isso numa cesta de vime coberta com tule e amarrada num lindo laço...
A causa eu não sei, mas o resultado é um vazio existencial que consome cada parte do meu ser e uma crescente vontade de chorar até as lágrimas se esgotarem...

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

101 em 1001 - 30. Ler 30 livros (5/30)

5. 50 Tons Mais Escuros


Mais romanção de banca que o primeiro, hein...Menos putaria e tal. Algumas partes são de tirar o folego, como o desaparecimento do Charlie Tango, mas achei mais paradinho que o outro. 

(Tentar postar com 4 crianças zoando ao fundo tá fueda)

sábado, 20 de dezembro de 2014

Compaixão e Empatia

Hoje voltávamos do shopping, decidimos por voltar caminhando, aproveitando a tarde. Sacolas nas mãos, conversa fiada.
Então passamos por uma senhora, deitada no chão, a cabeça sobre uma bolsa e os olhos perdidos no horizonte. "É a índia maluca"... Era de fato a índia, uma moradora de rua da região, conhecida por perseguir as pessoas (minha avó incluse). O olhar perdido dela me entristeceu, a sensação de impotência me dominou, e a vergonha por reclamar tanto de barriga cheia.
Em casa, algumas horas passadas a gargalhada do Ravi ecoa...e eu percebo que tenho tanto.
Sinto a dor dela ainda e espero nunca deixar de sentir. Que a compaixão e a empatia jamais me deixem.
E que 2014 vá em paz e que 2015 venha firme...
E que Deus me ajude a ser mais grata.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

101 em 1001 - 30. Ler 30 livros (4/30)

4. 50 Tons de Cinza


Assim que o livro saiu, eu tinha um tico de preconceito com ele. Todos os blogs que eu acompanhava falavam mal da história, e eu fui achando que era um Crepúsculo pra maiores. Mas, azamiga falavam sem parar do livro e pedi uma cópia em pdf. Comecei a ler várias vezes, mas não conseguia passar do capítulo 5. Aí veio a notícia de que o Sr Grey seria o Jamie Dornan, e a Regina o matou tão cedo, eu sentia tanta falta dele. E daí veio o trailer....e o livro tava R$ 15, comprei.
Puta que las caralhas!!!!!
Eu devorava o livro sempre que eu conseguia, e em 3 dias eu terminei, e terminei arrasada e precisava do segundo livro o mais rápido possíve (Tô lendo em pdf até a Saraiva entregar a versão física).
O livro, realmente, tem uma pegada de romance de banca e poderia facilmente ser um "Sabrina" da vida, mas por muitos anos as bancas de jornal eram onde eu comprava meus livros. #mejulguem

Um dos meus favoritos até hoje


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Abstinência literária

Eu tenho um blog de "Contos e Histórias", que foi criado na intenção de eu postar sempre, uma vez por semana, no mínimo. Mas não rolou...
Ou eu me perdia nas histórias ou não eu fazia um capítulo só e deixava pra lá, ou o mais comum, eu começava a escrever e não terminava.
Hoje brincando com o marido de "O Que você faria?" surgiu a ideia de uma nova historinha...e lá fui eu.
Fiquei encarando a página e não saiu nada, reli minhas histórias, reli meus rascunhos e a única coisa que veio foi a sensação de que eu já fui melhor...
Já escrevi melhor...vejo isso relendo os blogs.
Sinto falta de escrever bem...

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Só!

O que é a vida, senão um flash de luz entre duas eternidades de escuridão?
No fim das contas, não importa muito o que levamos da vida e sim, a vida que levamos. O que deixamos aos nossos...
E no fim das contas, somos sós...só nós. Sozinhos.
Nascemos e morremos sós. Só nós. Sozinhos.
Uma rápida passagem entre pessoas e depois novamente sós, só nós, sozinhos.
Sendo assim a solidão é nosso estado normal, o normal é ser só. Sós...só nós...sozinhos.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

O Bem X Mal

Nessas eleições tenho visto distribuição gratuita de ódio. Esquecendo que os políticos são profissionais e que podem se aliar no futuro...A pessoa se torna um ser humano asqueroso apenas por votar diferente? É isso? Se eu votar na Dilma me torno automaticamente "petralha", burra? E se eu votar no Aécio? Sou tucana? É eterno o voto? 
As pessoas não querem mais convencer o outro a votar no seu candidato, elas querem mais é que o outro mantenha o voto e perca, e se vencer que o eleito cometa um erro irreparável para que posso jogar na cara do outro.
Isso não é resultado do segundo turno, não é...esse ódio gratuito contra quem pensa diferente só cresce. Basta ver os torcedores que agridem e matam quem torce para outro time. É o odiar por odiar, apenas...
Essa é a terceira eleição para presidente em que voto, essa é a terceira vez que PT X PSDB se enfrentam no segundo turno, mas essa é a primeira em que os lados são tratados como o Bem X Mal, a Honestidade X Corrupção, e não Direita X Esquerda.

Acredito que seja falta de heróis na vida real ou falta de empatia...
Sei lá...
Só sei que tá chato...

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Que dó!

Pois é...
Eu estava irritada, magoada, mas agora me resta só a pena. Pena dessa cabecinha, desse fosso criado pra manter afastados monstros que só existem na sua cabecinha...
Que dó! Que dó!
Porque cada vez que você afasta os que a cercam, mais solitário vai ficando aí...
Que dó! Que dó!
De verdade, de coração... Espero que a cura venha antes da completa solidão.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Eu não vou falar de política

(Esse post é um compilado de coisas que comecei a escrever no status do Facebook, mas desisti)

Ah a ingenuidade humana, como são bobinhos aqueles que acreditam que nesse segundo turno temos direito de escolha. A única escolha é continuar sendo roubado pelo PT ou voltar a ser roubado pelo PSDB.
Não vou defender a Dilma ou o PT, afinal depois da patacoada de Pasadena, não tem nem como...só que não dá pra colocar o Aécio como "Salvador da Pátria", é seis e meia dúzia...
Quando eu soube que o debate da Globo seria no último dia de campanha, eu soube também que o Aécio iria pro segundo turno. Afinal a Rede Globo é muita grata ao neto do Tancredo e o Senador tem um grande poder de oratória, ele fala bem, de forma fluída, articula bem as palavras e olha diretamente pra câmera. Ele é bom enganador, até porque é só esconder o que atrapalha a imagem de Herói e pronto.  Mas chega de falar do Aécio (nem citei que ele cheira mais que o Maradona ou bate em mulher).
Apesar de desconhecer o funcionamento dos 3 poderes (e tantas outras coisas, quanto mais coisas conheço mais percebo o tamanho da minha ignorância), acredito que uma " reforma política" não se faz com a troca da presidênciamas reeleição de deputados (estaduais e federais) e senadores. Não dá pra dizer que quer um novo Brasil quando na Câmara e no Senado continua sendo mais do mesmo.
Pobre de mim, pobre de nós...
Não quero votar na Dilma só pra Aécio não ganhar, já fiz isso no primeiro turno. Votei na Marina pro Aécio não ir ao segundo turno (e nem deu certo).
Aliás a Marina deveria ir atrás do Malafaia e dar um puxão de orelha nele, se ele não tivesse catucado ela sobre o casamento gay, ela estaria, fácil, no segundo turno. Se fosse comigo eu não deixava barato!

Vou deixar aqui uma notícia sobre o Aécioporto só pra encerrar.

Enfim...
"Um povo que vota em corrupto não é vítima, é cúmplice.", certo? Então escolha de quem você será cúmplice nesse segundo turno...eu vou lavar minhas mãos, votarei em branco e que Deus me ajude nos próximos 4 anos.

Ah e vou encerrar com um ME JULGUEM! Por que, né? Já acostumei com as indiretas no Facebook.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Falemos de eleição...

Esse ano as eleições estão mais puxadas que a cara da Elza Soares.

As opções são:

Aécio Neves, que tá sempre com um sorrisinho debochado na cara e aquela cara de mentiroso. As chances de eu votar no Aécio são menores do que as de eu me casar com o Marcio Garcia.

Marina Silva, que "tinha meu voto" quando saiu como candidata depois da morte do Eduardo Campos, mas anda misturando religião e política e me perdeu....

Gilma Rouselfie, já tinha dito aqui que já votei na Dilma e pretendo votar de novo. (Me julguem ou melhor, continuem a me julgar, por que, né?). Não vejo a Dilma como a presidente ideal, mas na atual situação ela é a menos pior.

No mundo utópico e maravilhoso de dentro da minha cabeça Luciana Genro e Eduardo Jorge iriam ao segundo turno, mas não existe essa possibilidade entonces....
No primeiro turno vou votar em um desses dois (tinha certeza que seria na Luciana, mas depois da omissão dela perante a resposta nojenta do Fidelix estou em dúvida) e no segundo ficarei com a Dilma mesmo. 
Nenhuma das duas candidatas assumirá de verdade, assim como o PT construiu a Dilma para 2010, a Marina está sendo construída em 2014.
E o detalhe que fez com que a Marina perdesse meu voto foi o fato de Silas Malafaia ter conseguido que ela mudasse seu  plano de governo.
Olha nada contra Jesus, gosto dele pra caramba inclusive! Mas o lugar dele não é na política...


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

101 em 1001 - 30. Ler 30 livros (3/30)

2. P.S Eu te Amo
Ai gente, como eu amei esse livro. Fofo, mas sem clichê...Torci pela Holly, me diverti horrores com o documentário "As Mulheres da Cidade". Adorei mesmo!!

3. O Menino do Pijama Listrado 

Outro que eu amei....leve, gostoso, mal dava pra saber que era sobre nazismo. Eu mesma levei um tempão pra perceber que "Haja Vista" era Auschwitz. Não só gostei, como recomendo mil vezes.

101 em 1001 - 78. Conhecer 3 restaurantes (3/3)

3. Império Gourmet
Putz...foi em julho!!!!
Ando atrasada com isso...aniversário de 19 anos da Nathália fomos ao Império Gourmet....
Uma delícia de rodízio, comi como se o mundo fosse acabar! E como já foram 2 meses, não lembro de mais detalhes.

101 em 1001 - 70 e 74

Plano de saúde do Ravi feito e amamentação exclusiva (exceto alguns copos d'água) feito também.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Desventuras em série...




Começa assim...tá tudo bom, tá tudo bem. A vida vai entrando nos eixos e já não é mais tão difícil quanto no começo. Aí de repente não posso mais ir pra faculdade porque quem deveria cuidar do meu filho não consegue (as in não quer e prefere ficar assistindo que terceiros o façam). Então a gente troca tudo que é matéria presencial pra EAD menos uma, porque essa prende matérias mínimas e tirá-la atrasaria minha formatura, porque a professora é fantástica e porque eu adoro Psicopatologia.
Ok...primeira batalha vencida.

Aí começa a surgir a questão de que talvez seja necessário sair de casa e ir trabalhar. Porque o provedor da casa decidiu mudar radilcamente de ramo e eu temo que falte ao meu filho, então bora arregaçar as mangas. Mas como não trabalho desde 2012...

Aí é sábado e parece que o barco atingiu uma calmaria.  Mas oh....volte 2 casas e releia o Cumpade....O dia é tranquilo, ouso dizer que é um bom dia. Mas a noite chega e aparentemente eu volto no tempo. Sou chamada, saio de casa, gritos, choro, divórcio, aff...me chamam só pra eu testemunhar a briga. Aí vem o papo de "não aguento mais, vou me matar" e se de um lado eu "sei" que é só mais uma chantagem emocional ridícula por outro eu sei que pode ser verdade.
Daí o Robbin Williams se mata logo na segunda pra a pulga atrás da minha orelha ficar obesa!!!!!
Mas óbvio que passa, o divórcio nem é citado e o casal está em lua de mel. Só eu que reativei todos os terrores da infância...mas né? Quem liga?

E chega a quarta-feira e é dia de ir pra aula. E são mensagens no whatsapp dizendo que não dá, que vai dar mamadeira, que é desesperador, que ele só chora. E fim! Tiro a matéria também, assim que chego em casa. E começo a cogitar se não é melhor trancar a matrícula até o guri crescer ou me separar, afinal ser mãe solteira com alguém do lado é foda.....

E pra coroar teve Ravi caindo de cara no chão e ficando com roxo na testa e meu maldito siso inflamando.

Mas sabe qual a pior parte? Todo mundo precisa ser escutado, todo mundo quer ser escutado. Mas ninguém quer escutar...

Junta o fato de não ter ninguém disposto a me ajudar a conciliar faculdade com filho pequeno, com o fato de ninguém estar lá pra me ouvir e olha....

Não sei mais quanto eu aguento!


domingo, 10 de agosto de 2014

O peso do dia a dia

Tenho tido sonhos estranhos, pesados, carregados de energias negativas e medos, pavores até.
Sonho com meu pai se declarando decepcionado comigo, com o primeiro cliente depois de formada me mostrando que profissional incompetente eu me tornei.
Desperto sempre num misto de tristeza, angustia e medo, e sem forças pra provar ao meu inconsciente que eu sou capaz de dar orgulho ao meu pai e ser uma profissional competente. Porque no fim, há tanto entre o medo e os sonhos, tanto detalhe, alguns pequenos e outros nem tanto.
E a vida não tem facilitado também, aliás a vida não tem facilitado nada. Tá pesado, tá carregado e não há pensamento positivo que aguente. Eu sorrio, brinco, faço piada na tentativa de aliviar, mas no fim das contas tá foda...e aí a cabeça não aguenta e o subcontinente descarrega tudo nos sonhos...
E se tá difícil é porque chegamos no chefão e tá na hora de passar de fase.
"Isso também vai passar."

sábado, 26 de julho de 2014

Devaneios de uma noite fria

Acredito em muita coisa e ao mesmo tempo não acredito em coisa alguma.  Sou confusa, estou confusa! Sei lá...
Pois bem...essa noite sonhei com um homem, a gente conversava sobre meu assumido (e atual) medo de morrer. Ele me dizia uma frase "Seja pelo fim da consciência ou pela vida eterna, a morte é ruim pra quem fica." Acordei com essa frase e mil ideias na cabeça. Seria essa frase algo que ouvi, ou era só meu subconsciente me acalmando?
Fui ao google e joguei a frase...achei um texto ótimo ( aqui).
Comecei a refletir mais e mais sobre ele.. Tenho medo de ser o fim, de não reencontrar os que se foram, mas veja bem...se assim o for, vai passar batido, né? Não vai doer...não vou saber.
Parte de mim torce pra um pós vida, porque caso a morte seja o fim, meu primeiro filho não foi uma missão dada a mim, foi só uma tragédia aleatória....
E se o sonho foi um recado, uma epifania ou só algo inconsciente sé manifestando não tenho como saber...mas serviu pra diminuir esse medo.
E vida que segue, até que não siga mais...pois como disse Ariano "tudo que é vivo, morre"

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Ela quer o mundo

Ela quer se formar, ser psicóloga, abrir o próprio consultório, se pós graduar, quer ser mestre e doutora.
Ela quer ser doula, ajudar mulheres a serem protagonistas dos seus partos
Ela quer mais 2 filhos e que pelo menos um deles nasça em casa
Viajar, fazer um cruzeiro, nadar com golfinhos
Ela quer ter um negócio próprio, ser empresária e empreendedora
Ela quer criar o filho (e os que hão de vir) com apego, com chamego e muito amor
Ah ela quer viver 100 anos...e uns outros 30 mais depois.

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Pró Escolha, Pró Vida ou Problema?

(Mas que piada ruim da porra no título, hein)
Como a ideia não é polemizar e nem dar mimimi nos comentários, deixarei o post nesse blog aqui...

Esses dias acompanhava uma discussão num grupo do Facebook sobre a discriminalização do aborto, e eu decidi ler de coração aberto e ver o que eles haviam a dizer. Pois bem, quanto mais eu lia, mas eu entendia que discriminalizando o aborto, eu continuo tendo o meu direito de não abortar (acredito que nunca o faria) e quem assim o deseja poderia fazer com segurança.
O aborto ser crime não impede que ninguém o faça, eu conheço gente que fez, e você também conhece! Mas são casos diferentes, tem a amiga classe média que pagou R$ 6 mil e abortou numa clínica limpinha, e quase ninguém ficou sabendo e tem a amiga que não tem esse dinheiro todo e enfiou Citotec na vagina e sofreu por horas e foi parar na emergência. A discriminalização faria com que essa amiga do Citotec tivesse uma clínica limpinha para faze-lo também e ela fosse gratuita. O aborto não seria, como ainda não é, um método contraceptivo, seria um método extremo de último caso.
"Mas na hora de fazer gostou?", "Camisinha da de graça no posto", "Fez agora assume." Não vou entrar nessa assunto, não hoje, não nesse post, mas esse não é o motivo pelo qual eu continuo sendo contra a discriminalização do aborto,
O aborto não seria, como ainda não é (apesar de quem quer, fazer) , um método contraceptivo, seria um método extremo de último caso. Não seria?
A cesárea deveria ser uma cirurgia usada somente em casos extremos, quando o parto normal não fosse possível, mas virou o "parto normal" do brasileiro. Como pode um país com 52% de cesáreas, uma cirurgia de médio porte que oferece altos riscos a mãe e o bebê que deveria ser usada somente em casos emergencias legalizar o aborto? Acredito que sim, legalizando o aborto no Brasil, ele se tornaria sim um método contraceptivo, só que mais invasivo e perigoso, assim como é a cesareana.

domingo, 8 de junho de 2014

Me Julguem

As vezes eu duvido da existência de Deus.
As vezes eu temo a morte.
As vezes eu desejo a minha antiga vida.
As vezes eu mato aula por preguiça.
Eu também,  não devolvo  troco a mais, mas reclamo se vier a menos.
Eu julgo e critico as pessoas...
Eu minto também.
Eu gosto da Dilma! Votei nela e vou votar de novo...
Quando não tem ninguém olhando roubo comida da panela...
Sou desbocada pra caralho.
Falo "caralho" e "buceta".
Tenho o álbum da Copa e camisa oficial da FIFA.
Já fiz sex tape. E gostei.
Já desejei a morte de algumas pessoas.
Estou ansiosa pra Copa do Mundo.
Como chocolate escondido.
Eu me masturbo e gosto...e gozo!
Uso xingamentos sexistas,  mas sou contra o machismo.
Enfim...é isso.
Me julguem!

A ideia original era um post pra falar que curto a Copa mesmo, animada mesmo e que se foda a porra toda. Me julguem e ...mas percebi que tenho tanto pra ser julgada...e saiu isso !

sexta-feira, 9 de maio de 2014

domingo, 27 de abril de 2014

101 em 1001 - 79. Conhecer 3 restaurantes (2/3)

Hoje fomos ao restaurante Meu Chapa, lugar lindo, vista pro mar, comida gostosa, ambiente agradável....Um baita almoço de domingo, com a mesa cheia (eramos em 9 pessoas + um bebê).
Pedimos 2 tábuas de carne....bom mesmo!

terça-feira, 18 de março de 2014

101 em 1001 - 30. Ler 30 livros (1/30)

Um Porto Seguro (Nicholas Sparks)





Achei ruim...mais tão ruim!!!!! Achei açucarado, água com açúcar de mais....romance clichê e bobo. Nem sei se tenho vontade de experimentar outros livros do Sparks. Mas, nem só de  água com açúcar é o livro, o final de um dos personagens é surpreendente de um jeito bem legal.

101 em 1001 - 78. Conhecer 3 restaurantes (1/3)

1. Império do Chopp (08/03/2014)
Um restaurante/pizzaria, fica na Vila da Penha. Comemos uma pizza de 2 sabores super gostosa. Era o sábado pós carnaval e assim que entramos no carro tava chovendo horrores...cheguei a me arrepender de sair com o Ravi, mas a chuva cedeu e a noite foi ótima, com excessão de um mala que nos alugou e falou até cansar.....

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Em paz...

Ando buscando estar em paz. Em paz com meu corpo, com minha mente, com a minha alma, com a família, com o passado e com o mundo e assim tentar encontrar um lugar pra ver meu filho crescer com paz e em paz.
Comecei a fazer exercícios pra ficar em paz com meu corpo, ando evitando conflitos pra estar com a mente em paz, evitado discussões pra estar em paz com a família e preciso perdoar e deixar pra lá pra estar em paz com o passado...e a alma, bom a alma a gente vai acertando...eu e ela, ela e eu, nós e a divindade superior que desconfio gostar um pouquinho de mim. E com isso ando mais atenta aos detalhes...e com isso o mundo foi ficando mais claro...
E vou me afastando de onde não sou bem vinda e vou ficando em paz.....

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Valores

Eu não sou muito conservadora em muitas coisas, mas acho que alguns valores básicos devem ser respeitados. Fidelidade pra mim é obrigação, é necessário e deve ser natural, já que se você se compromete a estar num relacionamento estar só com uma pessoa é o planejado. Quem quer estar com várias pessoas, fica solteiro...é o básico.
E, na minha opinião, fidelidade não é só não beijar ou transar com outras pessoas, mas dar qualquer tipo de confiança. Conversa fiada ou qualquer tipo de flerte pra mim é traição...
Mas aí você dá um rápido passeio pelo internet e acha imagens e comentários que fazem esse pensamento parecer errado.



O meu relacionamento não acabaria com um filme do meu Whatsapp...eu falo sacanagem de mais no zapzap...mas é num grupo com azamigas. O meu filme teria sacanagem de mais, mas nenhum tipo de coisa pra comprometer a relação....
Estão os valores trocados ou eu é que estou ficando velha?

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Jovem pra ser velha...

(Eu nunca ouvi essa música, mas já me identifico com o refrão)

E estamos oficialmente mais perto dos 30 do que dos 20...bateu a crise pesadona!! Sempre fico meio introspectiva na semana do meu aniversário, mas essa ano a coisa tá mais tensa, acho que o fato de fazerem 10 anos que terminei o 2º grau (Ensino Medio que dizem, né?) e não estar com um bendito diploma na mão pesa um pouquinho mais.  O fato de estar mais perto dos 30 do que dos 20 também não é um alívio...
Cade o carrão, o apartamento de frente pro mar, o marido marinheiro moreno dos olhos verdes, o corpo escultural...tenho nada disso...
Talvez eu já tivesse um diploma se não tivesse querido provar ao mundo que era quem fazia minhas próprias escolhas e largasse a faculdade de Turismo tão perto da formatura, talvez se meu pai tivesse me obrigado a continuar eu tivesse formada ou se ele me obrigasse a continuar e eu desistisse mesmo assim, o que eu seria agora, caixa de mercado, assistente administrativo?
E se eu tivesse dito não aquele beijo lá em Salvador, tivesse dito que havia visto os scraps e que a Patricia não ia gostar. Será que ele iria insistir? Ia deixar pra lá? Eu teria dito 2 filhos?
E se o Igor tivesse nascido? Eu ainda teria o Ravi?
Nunca saberemos....

Acho que minhas decisões condiziam com minha idade, a juventude é feita pra fazermos burrice, uma espécie de rascunho da vida adulta.  Vou tentar lembrar disso quando for a vez do Ravi, da Cecília, do Ian e da Ingrid (Estou animada sim ou com certeza?) e ajudá-los a recolher o cacos e seguir em frente....

E eu vou em frente também jovem de mais pra ser velha e velha de mais pra ser jovem...E que venham os 26, os 30, os 40, os 95...

(Enquanto escrevia o post ouvi a música)

domingo, 5 de janeiro de 2014

Tô numa necessidade pavorosa de escrever, seja aqui ou no outro...mas falta tempo!!!!!!