Páginas

sábado, 20 de dezembro de 2014

Compaixão e Empatia

Hoje voltávamos do shopping, decidimos por voltar caminhando, aproveitando a tarde. Sacolas nas mãos, conversa fiada.
Então passamos por uma senhora, deitada no chão, a cabeça sobre uma bolsa e os olhos perdidos no horizonte. "É a índia maluca"... Era de fato a índia, uma moradora de rua da região, conhecida por perseguir as pessoas (minha avó incluse). O olhar perdido dela me entristeceu, a sensação de impotência me dominou, e a vergonha por reclamar tanto de barriga cheia.
Em casa, algumas horas passadas a gargalhada do Ravi ecoa...e eu percebo que tenho tanto.
Sinto a dor dela ainda e espero nunca deixar de sentir. Que a compaixão e a empatia jamais me deixem.
E que 2014 vá em paz e que 2015 venha firme...
E que Deus me ajude a ser mais grata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário