Páginas

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Tá na moda

(Esse texto deveria ser status do Facebook, mas pra evitar os "Nem li, veio pro blog)

"Essas tendências são para deixar as mulheres maluca, a pouco tempo atrás todo mundo alisando o cabelo, agora a tendência é deixar o natural e tá todo mundo fazendo transição capilar para voltar os cachos."

Li esse comentário e lembrei-me de outro, sobre estar com o cabelo na moda. Acredito que a pessoa não entenda que não há nada de tendência, nem na progressiva, nem no visual natural. A progressiva era quase uma imposição, ser lisa é ser linda, cabelo crespo é coisa de mulher relaxada ou de quem tá sem grana pra alisar. É feio! Por Deus, é ruim! Eu cresci ouvindo isso...meu cabelo é ruim, na verdade, muito ruim. Não tem jeito. Então afoga ele em formol e pronto, "tá lindo". Uau!
Mas eu não gosto de chapinha, não me reconheço com os cabelos lisos, eu gosto das minhas molinhas, mas não quero parecer relaxada, nem quero ficar feia, ora bolas...
Mas alguém lutou! Alguém teve a coragem que eu não tive e decidiu que era linda e pronto. Foda-se a imposição da sociedade!
Não é estar na moda, seguir tendência, é se aceitar crespa e linda. É perceber que não preciso ser padronizada, eu sou preciso ser eu.

Vilões e Mocinhos

O vilão não é malvado pelo simples prazer de ser mau, aliás, o vilão nem se acha mau. Na cabeça dele o erro é do outro. Ele é injustiçado e precisa apenas defender-se.
O vilão se vê mocinho, salvo raras exceções.
Assim sendo, fica em mim a dúvida. Sou eu mocinha ou vilã? Sofro eu, ataques massivos e desnecessários ou nada além de represálias a minha vilania?
Talvez um pouco dos dois. Aqui é vida real, ninguém é só bom, tal qual as mocinhas da novela ou só mau, tal qual as vilãs.
Talvez se a polaridade fosse assim extrema e definida, a vida fosse mais simples. "Sou má e pronto! Vou aproveitar enquanto posso pois o bem sempre vence." ou "Sofro aqui, vou chorar e tudo mais, mas terei meu final feliz."

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Segue em frente...

Os incomodados que se mudem, diz o ditado.
E é isso que estou fazendo, aos pouquinhos vou me mudando. Mudando meu relacionamento comigo mesma, mudado a maneira com que vejo o mundo, vou mudando.
Focando toda minha energia em encontrar minha felicidade.
E as energias ruins...bom, essas tem se convertido em boas energias antes de me atingir...
E vamos em frente que não dá pra dar parar.
E a vocês que a vida lhes devolva em dobro, sempre!!!!!!