Páginas

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Paixão

Eu tenho uma paixão danada por escrever. Seja crônicas relacionadas a vida real, sejam minhas ânsias e angustias do dia, seja histórias fictícias.
Responsabilizo minha mãe por isso. Quando fiz 8 anos ganhei um diário e lá eu escrevia tudo, toda vez que eu apanhava, que ela gritava comigo ou que um menino bonito sorria pra mim. Era lá também que eu escrevia "meus livros" que eu nunca deixava ninguém ler.
Um dia, em 2010 eu criei uma história fantástica (no sentido de que só existe na imaginação, fantasia) baseada num situação real e achei por bem postá-la na internet pra que alguém lesse meio que por acidente, nunca divulguei o blog ou a história.
Em 5 anos só escrevi 4 capítulos meio capengas e contraditórios, mas o blog ficou lá e sempre que o mosquitinho da escrita me mordia eu ia lá e rascunhava alguma coisa, e em todo esse tempo só 9 postagens foram publicadas.
As vezes me dá foguinho de começar a postar sempre, nem que seja uma vez na semana, concluir uma história. Hoje é um desses dias, me deu fogo de encerrar A Mãe Solteira (eu ia melhorar, mas reli e meu chamego por ela é tanto que só vou finalizar), continuar com Caminhos e Os 6 últimos meses e que elas sejam postadas segundas, quartas e sextas, respectivamente.
Veremos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário