Páginas

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Não sou obrigada...

Você sabe o que significa inteligência emocional?
Se você já sabe, fica quietinha aí que a tia vai explicar pra quem não sabe!

Inteligência emocional é um conceito em Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.
Ou seja, inteligência emocional é conhecer sua capacidade de lidar com os seus sentimentos e o dos outros.
Uma pessoa emocionalmente inteligente, por exemplo, não fica por aí mendigado atenção de gente que não tá ligando, gente emocionalmente inteligente não precisa ser afogada em elogios pra sentir-se melhor e gente emocionalmente inteligente tá cagando pra aprovação alheia!!!!!
 Falemos de mim, agora porque afinal esse blog é meu...
Eu não sou obrigada!!! Eu sei quem eu sou, sei pra onde vou (as vezes não sei como vou chegar lá, mas segue o fluxo), conheço meus defeitos e não tenho grandes problemas em pedir desculpas quando eu erro. Outra coisa que eu sei, é que ninguém é obrigado a gostar de mim e eu não sou obrigada a gostar de ninguém.
É tão libertador esse pensamento, essa sensação!!!!

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Larga essa toalha!!!!

As vezes dá uma vontade monstra de jogar a toalha, né?
Mandar tudo as favas e beijo, outro, tchau...
E aí, geralmente, a gente fica por aí arrastando a tolha tal qual um fantasma arrasta corrente e pensando "qualquer dia jogo essa toalha!!!"
Hoje eu estava assim, sem ânimo, sem vontade, sem disposição. Cheguei a dar 2 passinhos arrastando a toalha, mas aí larguei...não pretendo jogá-la, de verdade. Tenho muito caminho pra trilhar ainda, muita batalha pra lutar...
Peguei a toalha, enrolei no pescoço pra me ajudar a secar o suor e recomecei a andar!!!


Eu sei que o Linus arrasta um coberto, mas era só pra ilustrar minha metáfora.


terça-feira, 28 de julho de 2015

And I say hey...


E quem tira essa música da cabeça agora?
 O jeito é passar o dia cantando e esperando os outros 7 pra gente brincar de sing a long.


Twenty-five years and my life is still
Trying to get up that great big hill of hope
For a destination

I realized quickly when I knew I should
That the world was made up of this brotherhood of man
For whatever that means

And so I cry sometimes
When I'm lying in bed Just to get it all out
What's in my head
And I, I am feeling a little peculiar.

And so I wake in the morning
And I step outside
And I take a deep breath and I get real high
And I scream at the top of my lungs
What's going on?

And I say: Hey! yeah yeaaah, Hey yeah yea
I said hey, what's going on?

And I say: Hey! yeah yeaaah, Hey yeah yea
I said hey, what's going on?

ooh, ooh ooh

and I try, oh my god do I try
I try all the time, in these institution

And I pray, oh my god do I pray
I pray every single day
For a revolution.

And so I cry sometimes
When I'm lying bed
Just to get it all out
What's in my head
And I, I am feeling a little peculiar

And so I wake in the morning
And I step outside
And I take a deep breath and I get real high
And I scream at the top of my lungs
What's going on?

And I say, hey hey hey hey
I said hey, what's going on?

Twenty-five years and my life is still
Trying to get up that great big hill of hope
for a destination

domingo, 19 de julho de 2015

Perdão

Eu poderia começar essa postagem dizendo que eu não trabalho como porteira, ou que ligar pra avisar que está no portão é um procedimento comum de técnicos de telefonia. Eu poderia, mesmo...
Mas eu não, não...
Eu vou pedir perdão! Perdão por não ter estado atenta a quem chamava no portão, perdão por não ter ido correndo atender, perdão por estar ocupada cantando e dançando feito uma boba com a minha família. Perdão! Aliás, peço perdão pela minha mãe também, que se considerou ocupada de mais com as vendas dela e não prestou atenção em quem chamava no portão.
De coração...
Veja bem, haviam três pessoas adultas mais dois adolescentes na sua casa, vocês é quem estavam esperando o técnico, não era eu, nem minha mãe, e nós não temos culpa se o telefone de contato era de uma pessoa que mora tão longe, mas se você se magoou tanto com a gente por isso, OK...perdão!

quarta-feira, 15 de julho de 2015

101 em 1001 - 30. Ler 30 livros (19/30)

18.  As Crônicas de Gelo e Fogo - Guerra dos Tronos

Quase 2 meses lendo esse livro, por Deus!!! Assim, não gostei do lance de cada capítulo ser narrado por um personagem, ficou cansativo e no final eu fui lendo com raiva, só queria que acabasse logo.

19. Cidades de Papel





Eu li em pouco mais de 24 horas, fiquei meio frustrada com o final, mas gente que delícia de livro. O fato dos pais psicólogos do Q. serem dois fodidos de grana foi tão sincero e real que me apeguei. Virei fã do John Green e já quero ler "Quem é você, Alasca"

terça-feira, 14 de julho de 2015

A vida é dura, criança!!
Abdicar de certos hábitos é difícil e as vezes doloroso.
É fácil ver algumas pessoas falando em gratidão e achar que a vida deles é mamão com açúcar, mas aí a gente volta a frase inicial, a vida é dura!!!! Vão haver momentos em que agradecer é um desafio!!!!
Aceitar que o Universo é fantástico e perfeito e que nos fornece tudo que nós precisamos é punk e as vezes até dói!!!!!
Nesse momento sou uma lagarta no casulo, sendo trabalhada de dentro pra fora, aceitando que o Universo é perfeito e me fornece tudo que eu preciso no momento que eu preciso.
O processo é doloroso, mas há de valer a pena...

sábado, 4 de julho de 2015

...ruim é seu preconceito

A jornalista da Globo, Maria Júlia Coutinho foi vítima de injúria racial na última quinta, uma pessoa azeda com a vida criou um perfil fake e passou a xingá-la na página oficial do Jornal Nacional. Diversos jornalistas da emissora saíram em sua defesa, a hashtag #somostodosMaju virou trendtopics e muita gente condenou o infeliz (aqui, no sentido real da palavra), mas e aquele preconceitozinho velado? Esse pode?
"Ai, mas nem é preconceito é gosto."
Eu me entristeço, porque penso no meu filho...minha luta é para que sua auto imagem não se deforme pelos comentários racistas disfarçados de opinião, de gosto.
Minha torcida é para que as pessoas se conscientizem e percebam que cabelo assim ou assado não faz diferença e que a gente tem que se preocupar é com o caráter.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Um passo de cada vez...

Hoje eu coloquei no ar o Projeto Eu Melhor, por enquanto ele ainda está longe do que eu sonho que ele seja, mas não tenho pressa. "Não importa quão pequeno você começa, comece algo que importa."
Cada boletim semanal vai ser uma vitória minha, cada feedback, cada e-mail, cada visualização.
Hoje eu dei a luz a um sonho e divido eles com vocês porque sozinha eu posso chegar mais rápido, mas juntos vamos mais longe e cada desejo de que as coisas dêem certo chega em mim e no projeto e nos impulsiona.
Gratidão imensa aos que assinaram, aos que torcem e aos que desejam coisas boas. Que esse amor retorne a vocês em dobro!

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Corpo são, mente sã

Quando embarcamos numa jornada de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal algumas coisas se tornam naturais. Foi assim que comecei a meditar, um dia eu simplesmente senti vontade e fiz. Todos os dias medito de 5 a 10 minutos. Fico sentada em silêncio, concentrada apenas na minha respiração, deixando os pensamentos, medos, inseguranças, dúvidas e preocupações se calarem e só minha respiração me importa.
É ali, na meditação que compreendo muita coisa e que deixo de me importar com tantas outras.
E da forma natural que veio o desejo de meditar, veio o desejo de me exercitar. Não o desejo de alcançar um corpo de revista ou nada do tipo, mas o desejo de me exercitar todos os dias pra me manter viva e ativa, pra quem sabe um dia conseguir correr a São Silvestre (um sonho de infância) e pra não colocar minha saúde em risco. E assim passei a caminhar uma hora por dia.
E de novo, de forma natural veio o desejo de exercitar a mente e com isso faço exercícios de lógica todos os dias, primeiro Torre de Hanói e depois resolvo algum problema do Racha-Cuca.
Corpo, mente e espírito são exercitados todos os dias, de forma natural e espontânea. Sem crise...