Páginas

sábado, 26 de setembro de 2015

Insonia

Sozinhas aqui, a neblina e eu.
Observo o céu acinzentado por ela e ouço o silêncio absoluto rompido vez ou outra por um carro que passa, um cachorro que se coça ou um suspiro que escapa.
Estou pensando em tudo e em nada, minha cabeça a mil por hora tenta assimilar o que fazer e como agir, faculdade, filho e tá na hora de voltar ao mercado de trabalho, mas e os plantões obrigatórios? Como eu faço? Pra onde vou?
Em meio ao silêncio eu me perco em mim mesma, fico pensando em como mudei de opiniões nos últimos anos, e sou grata por isso. O que seria da minha evolução se permanecesse igual pra sempre? Que bom que mudei, que bom que agora enxergo coisas que antes não via. Daí bate a vontade de pedir perdão pra pessoas que julguei, e peço, em oração. 
E passa um ônibus, e lembro da colega que há um ano atrás veio aqui em casa, "me visitar" e depois disso sempre que passa por mim finge não me conhecer e fico pensando "vieram pra que?', lembro da outra que conversava com a mãe no portão e quando me viram virar a rua entrou correndo e a pergunta se repete "vieram pra que?". Foi pra me ver? Pra fofocar? Tiveram pena por que eu tinha perdido um bebê ou vieram assegurar que eu não estava louca pra contar por aí? Eu cheguei a acreditar que elas tinham sentido minha falta, como eu já senti delas, mas passou...hoje eu sei que seja lá qual foi o motivo não foi nobre.
Falta muito pro sol nascer? Tem mais ônibus passando e um passarinho cantando.
Volto a pensar na faculdade, no tanto que caminhei pra chegar até aqui, penso em desistir, em insistir, em persistir.
Talvez eu devesse ir na casa da minha mãe e pegar camomila pra fazer chá.
Ainda está escuro, tem estrelas no céu. As árvores estão paradas,  não tem vento então.
Minha barriga dói num misto de fome e cólica. Quero ficar logo menstruada pra não ter que lidar com o Chico e a roupa branquinha do plantão de segunda. Tomara que não demore...
O passarinho parou e ainda tá escuro.
Acho que vou ler...ler sempre me deixa sonolenta.
Boa noite, então ou bom dia!

Updates: *Já são 5 da manhã e o sol ainda não deu as caras, mas os passarinhos estão com a corda toda.
 *Azamiga não vieram aqui ano passado, vieram em outubro de 2013.
*Alguém já leu o post e o sol ainda não nasceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário