Páginas

domingo, 8 de novembro de 2015

Como pode?

Eu fico aqui vagando entre meus pensamentos, meus desejos e anseios, fico aqui perambulando entre meus medos e minhas paixões, entre a vergonha dos meus defeitos e as qualidade que queria ter.
E nesse confusão de coisas, sensações e sentidos vez ou outra me pego pensando "Como o que é pode?", como pode existir alguém assim, como é possível...
Existem motivos? Mas não deu tempo de curar? Ou o que não deu foi vontade?
É mais fácil fazer a vida dos outros um inferno do que tentar levar sua vida ao paraíso?
Não sei...não sei mesmo, e insisto em me perguntar: "Como pode?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário