Páginas

quarta-feira, 9 de março de 2016

Eu deveria ter ficado em casa?

Meu ônibus atrasou, peguei um ônibus lotado, vim em pé por 80% do caminho. Fui apertada, empurrada e senti muita vontade de chorar, mas respirei bem fundo e agradeci.
Agradeci por ter força nas pernas pra estar de pé, nos braços pra me segurar, dinheiro pra pagar a passagem e pela senhora que carregava minha mochila...
E aí ficou mais leve. Eu continuei de pé, o ônibus continuou lotado, mas a viagem ficou mais leve.
E aí eu entendi que eu não deveria ter ficado em casa! Meus últimos seis dias foram punk rock heavy metal e eu busquei pouco pra agradecer!
Quando me perguntavam como eu estava, descarreguei e óbvio, não ligaram...e eu me magoei (um bocado, aliás), quando deveria ter agradecido por ter descoberto que algumas pessoas perguntam mesmo só por educação....
A semana continuará sendo punk rock heavy metal e as próximas também, e dificilmente em algum momento vai ficar mais fácil. Porque é faculdade, filhos e os projetos relacionados ao PEM  e mais a casa e o marido...
Então bora lá, seguir buscando os motivos pra agradecer que o percurso vai ficando leve....
Ficar em casa de pouco ia adiantar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário